Conselho de Consumidores testa 20 bebidas não pré-embaladas à moda taiwanesa chamando atenção ao impacto negativo do alto teor de açúcar e calorias à saude

“O Consumidor” n.º 314

O Conselho de Consumidores (CC), em cooperação com o Departamento de Segurança Alimentar (DSA) do Instituto para os Assuntos Municipais (IAM), realizou um teste às 20 bebidas não pré-embaladas à moda taiwanesa, que incluem o chá de bolhas, o chá de bolhas de açúcar mascavado e o leite com bolhas de açúcar mascavado, com vista a avaliar o impacto que estas bebidas podem ter à saúde. Os resultados mostram que as bebidas testadas têm calorias e açúcar em excesso e o consumo frequente das mesmas pode causar o risco de doenças crónicas como doenças cardiovasculares, pelo que é aconselhável consumi-las de forma moderada pedindo a redução do açúcar na compra das mesmas.

Bebidas acima do limite de consumo de açúcar recomendado pela OMS

Apesar de o açúcar abastecer calorias ao corpo humano, o consumo em excesso do mesmo pode fazer engordar e aumentar o risco de doenças crónicas como diabetes e hipertensão. As bebidas não pré-embaladas à moda taiwanesa têm-se tornado populares nos últimos anos, mas o seu impacto à saúde também tem ganhado preocupação por conter elevado teor de açúcar. No teste realizado pelo CC e pelo DSA verifica-se que todas as 20 amostras contêm açúcar em excesso. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a ingestão diária de açúcar inferior a 50g (recomendação forte) ou até a 25g (recomendação condicional), ou seja, menos de 10 ou até menos 5 cubos de açúcar, para um adulto que consome 2000 kcal diariamente. No entanto, no teste acima mencionado, todas as amostras contêm mais de 5 cubos de açúcar, sendo de salientar que 7 destas contêm mais de 10 cubos de açúcar, acima do limite de consumo de açúcar recomendado pela OMS.

Menos açúcar, melhor saúde

As 20 bebidas testadas também contêm elevado teor de calorias. Merece notar que a bebida mais calórica se equivale a 3 tigelas de arroz em termos das calorias, enquanto as restantes, em geral, a cerca de 1 a 2 tigelas de arroz.

Contudo, tendo em conta que o consumo em excesso de calorias e açúcar pode prejudicar a saúde, o CC aconselha aos consumidores que não consumam frequentemente as bebidas não pré-embaladas à moda taiwanesa, devendo solicitar uma bebida com menos açúcar ou sem açúcar e manter uma alimentação equilibrada para manter a boa saúde.

Detectada cafeína em mais de metade de amostras

No teste foi detectada a existência de cafeína em 12 amostras, sendo, no caso mais extremo, mais de 32mg de cafeína por 100g de peso de bebida. A cafeína em excesso pode causar a excitação, ansiedade e mudanças na frequência cardíaca, portanto, convém não deixar as crianças consumir bebidas com cafeína.

Todas as bebidas testadas estão de acordo com os requisitos de higiene. O CC alerta ao sector para cuidados a ter com o higiene na preparação de bebidas, bem como o cumprimento rigoroso das “Orientações Higiénicas para a Preparação Instantânea de Bebidas Prontas-a-Servir” e da “Guia de Prática de Higiene – Bebidas Prontas a Consumir e Gelados Comestíveis” do IAM, por forma a proteger a saúde dos consumidores.

O relatório do teste e as dicas de consumo relacionadas estão publicados na revista “O Consumidor” n.º 314, a edição recém-lançada.

A sessão “Dicas de consumo” da edição n.º 314 continua a apresentar a legislação vigente sobre a aquisição de edifício em construção, nomeadamente as cláusulas e os requisitos do contrato-promessa de venda e compra de edifício em construção.

A revista “O Consumidor” n.º 314 publicou ainda textos sobre os trabalhos recentes do CC e os serviços online prestados. Os cidadãos interessados agora podem obter a revista “O Consumidor” n.º 314 na sede do CC, sita no Edifício Clementina Ho, Av. Horta e Costa n.º 26, no posto de atendimento ao público do CC situado na Rua Nova da Areia Preta, Centro de Serviços da RAEM, 1.º andar, Zona M, no Centro de Informações ao Público situado na Rua do Campo, Vicky Plaza, nas bibliotecas que funcionam sob a tutela do Instituto Cultural, na Sala de Leitura da Associação Comercial de Macau ("Biblioteca Octogonal") e na Plaza Cultural Macau, bem como podem visualizar os referidos conteúdos na página electrónica do CC (www.consumer.gov.mo) e na sua conta de WeChat.

Para qualquer esclarecimento, os consumidores podem ligar para a linha aberta do CC (89889315).

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar