Retirada de 57 residentes de Macau que estavam em Hubei concluída com sucesso

O Centro de Coordenação de Contingência relatou a situação concreta do vôo fretado do Governo da RAEM para transportar os residentes de Macau em Hubei

A subdirectora do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus e Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Drª. Elsie Ao Ieong U, anunciou, sábado, 7 de Março de 2020, na conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, que a operação de retirada dos residentes de Macau que estão em Hubei decorreu com sucesso e os 57 residentes de Macau, profissionais de saúde a bordo, funcionários da DST e tripulantes chegaram seguros a Macau. Aliás a secretária fez questão de salientar que Chefe do Executivo atribui máxima relevância a esta operação, tal como o fez em todas as acções tomadas desde o início da epidemia, tendo instruído os serviços públicos relevantes para dar a máxima assistência aos residentes de Macau que se encontram em Hubei tendo sido elaborado este plano de acordo com a actual situação epidémica.

A dra Elsie Ao Ieong U mencionou que esta operação teve um forte apoio do Governo Central, do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM e departamentos respectivos da Província de Hubei, que criaram as condições necessárias para que os residentes de Macau situados em áreas distintas da Província de Hubei pudessem chegar ao aeroporto de Wuhan num curto espaço de tempo e embarcar no voo. O Chefe do Executivo delegou na Drª. Elsie Ao Ieong U, o agradecimento, em nome da RAEM, a todas as pessoas que estiveram a bordo e aceitaram o desafio; também agradeceu a todos aos serviços públicos e à Air Macau que participaram nesta operação, tendo concretizado o esprito de equipa e a dedicação profissional, bem como agradeceu a atenção, compreensão e apoio de residentes de Macau e de amigos da sector da comunicação social.

Os Serviços de Saúde prepararam de forma minuciosa o plano e procederam à organização, passo a passo, com a implementação de forma rigorosa, tal como as palavras abordadas pelo Diretor Lei Chin Ion, que o Governo tem confiança, capacidade e medidas para aplicar a inspecção sanitária e isolamento aos residentes retirados.

OSecretariopara a Administração e Justiça,André CheongWeng Chon abordou que a partida e a chegada de voo fretado foram realizadas conforme o planeado e todos os procedimentos correram bem. Alguns residentes tiveram atrasados na autoestrada devido às condições climáticas em Wuhan durante a manhã, e chegaram mais tarde do que o previsto ao aeroporto, contudo, todos os procedimentos operacionais não foram adiados. Esta operação foi principalmente destinada aos residentes de Macau que estavam em Wuhan e nos arredores e destinada a alguns residentes de Macau tinham condições especiais, como debilidades físicas, crianças ou idosos. Até ao momento, a avaliação desta operação é positiva, mas há detalhes que serão revistos e melhorados.

OSecretariopara a Administração e Justiça referiu que relativamente à possibilidade de ocorrerem mais voos fretados no futuro, explicou que apenas o Aeroporto Internacional Wuhan Tianhe está actualmente em serviço e os restantes residentes de Macau estão espalhados em áreas muito remotas de Hubei, portanto, o Governo deve avaliar a operação e a mesma irá depender das condições em Hubei para que se considere a organização da próxima etapa. De momento, não há um calendário concreto, mas o Governo está a fazer o melhor possível e durante esse período, o GGCT está a apoiar aos residentes com necessidades a resolver os seus problemas.

A coordenadora e a directora da Direcção dos Serviços de Turismo (DST), Maria Helena de Senna Fernandes divulgou os nomes das pessoas que estiveram dentro do avião e que foram 15 pessoas composta por: a Chefe do Departamento de Formação e Controlo da Qualidade da DST, Leong Mei Choi (chefe do Grupo de Trabalho do voo fretado, a médica dos Serviços de Saúde, Ieong Pui I (subchefe do Grupo de Trabalho do voo fretado), Loi Iong Ian da DST, médicos dos Serviços de Saúde: Dr. Ieong Chon Kit e Dr.ª médica Ung Nga Teng; enfermeiros dos Serviços de Saúde: Ung Mio Tou, Lei Chi Meng, Cheang Cheok Hou; tripulantes de Air Macau: piloto Tou Kuok Fu, sub-piloto Chan Chak Hong, mecânico aeronáutico Chan Chao Keong, tripulantes de cabine: Mak Hao Iong, Zheng Rong, Wang Xue e Wang Jinlong.

O voo fretado (número NX9608) partiu às 9H30 de Macau e aterrou no Aeroporto Internacional Wuhan Tianhe às 11H01; e parqueou às 11H10. Na chegada tiveram o apoio do director do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau da Província de Hubei, Qin Yu. Os trabalhadores voluntários de Macau iniciaram as inspecções sanitárias às 12H30.

Relativamente aos residentes retirados segundo as informações recolhidas a 1.ª família saiu da residência com destino ao Aeroporto Internacional Wuhan Tianhe, antes das 2H00 da madrugada. As outras famílias saíram dos locais onde estavam ao longo da madrugada e todos eles foram acompanhados pelos funcionários do GGCT durante toda a noite. A 1.ª família chegou ao aeroporto ainda antes das 7H00 da manhã e a última família chegou às 13H50. Todos os residentes de Macau passaram as inspecções sanitárias e a 1.ª etapa foi concluída às 13H55; às 15H40 os residentes entraram na sala de espera. Durante a inspecção de segurança e alfândega um aluno de uma escola secundária com 16 anos de idade não foi autorizado a sair de Hubei devido à temperatura que manifestava (37.5º). Os restantes 57 residentes vestiram roupa de protecção sob a indicação de profissionais de saúde. Às 16H10 teve início o embarque. O voo de regresso (número NX9607) partiu do Aeroporto Internacional Wuhan Tianhe às 16:51 e aterro às 18:26 no Aeroporto Internacional de Macau.

Os 57 residentes de Macau constituem 31 agregados familiares e regressam a Macau após terem estado nas cidades de Wuhan, Huangshi, Xiaogan, Huanggang, Xianning, Suizhou, Xiangyang, Enshi, Yichang e Shiyan todas da província de Hubei. O passageiro mais novo tem três (3) meses de idade e o mais idoso tem 77 anos de idade. Seis veículos fornecidos pelo Corpo de Bombeiros transportaram os residentes para o Centro Clínico de Saúde Pública em Coloane onde serão observados e terão isolamento por 14 dias.

O Director dos Serviços de Saúde, Dr. Lei Chin Ion referiu que os residentes não apresentaram sintoma e os Serviços de Saúde vão monitorizar de perto a sua condição de saúde. O Governo da RAEM tem um plano rigoroso para estes residentes que permite acompanhar toda a evolução clínica e prevenir uma situação epidémica dos contactos próximos. Se for detectado algum sintoma o doente será imediatamente enviado para a enfermaria de isolamento do CHCSJ onde serão tratados.

Dr. Lei Chin Ion enfatizou que estes residentes chegaram ao aeroporto de Wuhan após muitas fases de testes e avaliações. Os Serviços de Saúde também irão realizar uma avaliação física e um exame de ácido nucleico. Os resultados estarão disponíveis amanhã. O exame de ácido nucleico será realizado três vezes durante o período de isolamento e não foi excluída a possibilidade de serem realizados mais testes. Além disso, serão enviados médicos especialistas de pediatria para dar consulta às crianças. Se os residentes tiverem um pedido de apoio psicológico, poderão solicitar assistência ao psicoterapeuta do CHCSJ e ao conselheiro psicológico do Instituto de Acção Social, mas não foram recebidos pedidos até ao momento.

Quanto ao pessoal do vôo fretado, a equipa médica usou um conjunto completo de equipamentos de protecção, tal qual o que é usado no tratamento do doentes infectados confirmados que estiveram no hospital. Se não houver problema, os profissionais de saúde podem voltar para casa. Quanto ao pessoal da DST e da Air Macau, serão submetidos a observação médica no Hotel “Pousada Marina Infante” por 14 dias, o que é uma garantia para eles e para os familiares com quem vivem.

Nas últimas 24 horas, não foi registado nenhum caso confirmado em Macau. Nãohá nenhum doente internado em isolamento relativo ao COVID-19 no CHCSJ. Até às 14 horas do dia 7 de Março, tinham sido registados 1.979 casos suspeitos (incluindo os 10 casos confirmados). Em 1.954 casos foi excluída a infecção. Há 15 casos suspeitos cujo resultado do teste ainda está pendente. Foram acompanhados clinicamente 74 pessoas consideradas como casos de contacto próximo e todas já concluíram o isolamento preventivo.

As três (3) pessoas que estavam anteriormente consideradas como contactos próximos para observação médica e isolamento, que estiveram no cruzeiro Diamond Princess completaram 14 dias de isolamento e saíram nesta manhã.

Actualmente, estão quatro (4) pessoas isoladas preventivamente no Centro Clínico de Saúde Pública de Coloane, três (3) pessoas que estão em isolamento após terem sido recuperadas estão em bom estado clínico. Há um (1) doente de alto risco que foi isolado durante 48 horas à espera da realização do segundo exame.

Nas últimas 24 horas, no Serviço de Urgência do CHCSJ foram registados oito (8) casos suspeitos que foram submetidos a exames. Seis (6) casos já foram excluídos e dois (2) casos suspeitos o resultado do teste ainda está pendente. 20 casos analisados no Hospital Kiang Wu foram submetidos à análise laboratorial, dos quais 8 foram excluídos e 12 com resultado pendente. Nas últimas 24 horas foram analisadas pelo Laboratório de Saúde Pública 79 amostras. Foram avaliados 26 casos com febre baixa ou com sintomas de tracto respiratório nos Serviços de Urgência do CHCSJ e do Hospital Kiang Wu que necessitam de ser enviados para analises.

Nas últimas 24 horas chegaram ao território mais três (3) pessoas que necessitam de receber 14 dias de observação médica. Das quais, uma é turista de Itália, uma é turista da nacionalidade sul-coreana e uma é residente de Macau que esteve na Coreia de Sul. Desde a implementação desta medida, entre o meio-dia do dia 26 de Fevereiro e a manhã do dia 7 de Março, 68 pessoas estão em observação médica, entre deles, quatro (4) de nacionalidade sul-coreana, três (3) turistas do Interior da China, um (1) turista da Itália, um (1) turista de Hong Kong e 59 de residentes de Macau, destes últimos 45 escolheram efectuar a observação no domicílio e 23 estão em local designado.

De acordo com as informações do Gabinete de Gestão de Crises do Turismo (GGCT), neste momento há um total de 119 residentes de Macau e os seus familiares acompanhados na província de Hubei. 237 pessoas foram submetidas ao isolamento no Hotel “Pousada Marina Infante”, 218 de trabalhadores não residentes, 14 de residentes de Macau, 3 de nacionalidade sul-coreana, 1 de residente de Hong Kong e 1 de nacionalidade italiana.

Nos termos da Lei de prevenção, controlo e tratamento de doenças transmissíveis e respectivas orientações, desde o dia 6 de Março, até à meia-noite, os visitantes provenientes das áreas de alta incidência foram transferidos pela CPSP a dois postos temporários, no Fórum de Macau e no Terminal Marítimo de Passageiros da Taipa, 2.681 e 1.700 visitantes, respectivamente, para serem submetidos a exames médicos. 306 visitantes recusaram exames e optaram por regressar ao Interior da China. Um (1) residente de Macau foi encaminhado para exames médicos devido a deslocações diárias frequentes e anormais entre Macau e o Interior da China.

Em termos de imigração geral, o número de entrada e saída tem aumentado nos últimos 12 dias. sexta-feira (6 de março), o número total de entradas e saídas foi de 73.000 pessoas. Houve cerca de 36.000 entradas e 37.000 saídas em todos os portos fronteiriços, sendo o quarto número mais elevado desde 6 de Fevereiro, que foi causado principalmente pela entrada e saída de residentes de Macau. Ontem, o número de residentes de Macau (52.000) aumentou 3.600 pessoas, os números dos turistas (19.000) aumentaram 2.400 pessoas e os trabalhadores não residentes (1.936) aumentaram 600 pessoas. O Centro de Coordenação e Contingência pediu mais uma vez aos residentes de Macau que reduzam as deslocações entre Zhuhai e Macau devido à epidemia.

Estiveram presentes na conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus: oSecretariopara a Administração e Justiça,André CheongWeng Chon, a Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Drª. Ao Ieong U, o director dos Serviços de Saúde, Lei Chin Ion, o Comandante do Corpo de Polícia de Segurança Pública, Ng Kam Wa, a coordenadora do GGCT e a directora da DST, Maria Helena de Senna Fernandes, o Comandante do Corpo de Bombeiros, Leong Iok Sam, o Presidente da Autoridade de Aviação Civil, Chan Weng Hong, o directo do GCS, Chan Chi Ping e o presidente da comissão executiva e director-geral de Air Macau, Chen Hong.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar