Ho Iat Seng recebe representantes da Comissão Solidária de Macau

Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, recebe representantes da Comissão Solidária de Macau.

Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, recebeu, hoje (dia 24 de Março), na Sede do Governo, os representantes da Comissão Solidária de Macau, no qual as duas partes trocaram impressões sobre a actual situação da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus em Portugal e consideraram que Macau pode partilhar com Portugal a experiência da cura dos 10 casos confirmados e sem que tenha havido a infecção de algum profissional de saúde.

A Comissão Solidária de Macau é composta por representantes do Consulado Geral de Portugal em Macau e Hong Kong e várias associações portuguesas em Macau como resposta à propagação da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus em Portugal. Na reunião, o chanceler do Consulado Geral de Portugal em Macau e Hong Kong, Manuel Ricardo da Silva, destacou que a comunidade portuguesa está muito agradecida ao Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) pelo esforço envidado na luta contra a epidemia. Actualmente, Portugal também enfrenta a mesma situação epidémica e entrou em estado de emergência. O governo português está a fazer tudo para lidar com a situação e como os portugueses em Macau estão muito preocupados com a situação naquele país, decidiram formar esta Comissão para ajudar Portugal.

Ho Iat Seng manifestou a sua solidariedade ao Governo e aos profissionais de saúde de Portugal. Exprimiu ainda o pleno apoio do governo da RAEM a esta Comissão. E agradeceu pelo facto de que muitos amigos em Portugal expressaram o seu apoio e solidariedade a Macau, desde o início do surto em Macau em Janeiro.

Referiu que o governo da RAEM pode partilhar a experiência com os médicos de Portugal sobre todo o processo de tratamento e cura da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus, que seguiu as instruções do académico do Instituto de Engenharia da China, Zhong Nanshan, obtendo bons resultados quanto ao uso de medicamentos e efeitos de tratamento. A primeira fase da situação da epidemia no território foi basicamente estável, todavia, nos últimos dez dias, Macau entrou na segunda fase do surto sendo, principalmente, casos importados. O governo vai empenhar-se ao máximo e desenvolver todos os esforços para lidar com a epidemia e cuidar bem dos residentes de Macau, e em conjunto com a comunidade portuguesa de Macau vai ajudar Portugal na prevenção e combate à epidemia.

Estiveram presentes no encontro a chefe do Gabinete do Chefe do Executivo, Hoi Lai Fong, a coordenadora do Gabinete de Protocolo, Relações Públicas e Assuntos Externos, Lei Ut Mui, Maria Carolina Lousinha vice-cônsul para Assuntos Comerciais e Investimento (Delegada da AICEP Macau) do Consulado Geral de Portugal em Macau e Hong Kong, provedor da Santa Casa de Misericórdia de Macau, António José Freitas, presidente da Casa de Portugal, Amelia António presidente da Associação Promotora da Instrução dos Macaenses e presidente da Direcção da Associação dos Macaenses, Miguel de Senna Fernandes, representantes do Conselho das Comunidades Portuguesas, Pereira Coutinho e Rita Santos , presidente da Associação dos Médicos de Língua Portuguesa de Macau, José Manuel Esteves, e presidente da Direcção da Associação dos Jovens Macaenses, Jorge Valente.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar