O projecto denominado por “Gestão Financeira Transfronteiriça” criará novas oportunidades para o sector financeiro de Macau


A Autoridade Monetária de Macau saúda o desenvolvimento, na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, de actividades no âmbito do Projecto-piloto denominado por “Gestão Financeira Transfronteiriça” e acredita que este projecto criará novas oportunidades para o sector financeiro de Macau, para além de disponibilizar mais opções aos residentes de Macau, satisfazendo assim as suas necessidades no que respeita aos serviços de investimentos, no âmbito da gestão financeira.

O Projecto “Gestão Financeira Transfronteiriça” constitui, no quadro das “Linhas Gerais do Planeamento para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau”, uma política relevante que permite a ultrapassagem das restrições verificadas na implementação das “Recomendações sobre a prestação de apoios financeiros na construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau” apresentadas por quatro comissões e ministérios na área financeira do Estado Central, por um lado e, por outro, no estímulo do nível de facilitação dos investimentos individuais transfronteiriços dos residentes da Grande Baía, para além de ser uma importante iniciativa e uma nova medida que promove o desenvolvimento dos serviços financeiros, em benefício da população, bem como o estabelecimento da interconexão entre os diferentes mercados financeiros, no âmbito da Grande Baía.

Por seu turno, e uma vez que os residentes podem adquirir produtos financeiros transfronteiriços, através dos diferentes sistemas bancários, o estabelecimento deste sistema de gestão financeira constitui uma iniciativa que alarga o leque de vias disponíveis para os residentes que habitam na Grande Baía (incluindo os de Macau) no que respeita à gestão financeira, facilita a realização de operações de investimento individuais transfronteiriças, e beneficia o reforço do fluxo e uso transfronteiriços do RMB, para além de ser susceptível de criar novas oportunidades comerciais ao sector bancário.

Neste contexto, a AMCM assegurará os trabalhos preparatórios subsequentes, de diversa ordem, nomeadamente, os relacionados com o desenvolvimento de negociações com as instituições congéneres de supervisão do Interior da China, no que respeita à definição de regras concretas de implementação do Projecto “Gestão Financeira Transfronteiriça”, no sentido de estabelecer, através da assinatura de diversos memorandos de cooperação no âmbito da supervisão, mecanismos eficazes de monitorização, coordenação e comunicação, em matéria de prevenção de riscos, bem como promover, em articulação com os diversos sectores, o lançamento de novas actividades no âmbito deste projecto, com a maior brevidade possível.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar