Análise de Investigadores do instituto Politécnico de Macau, como resultado de um Estudo sobre a “Fadiga do jogador: Tendência evolutiva do comportamento do jogador”

Os participantes na conferência de partilha de informação sobre um resultado de investigação “Fadiga do jogador: Tendência evolutiva do comportamento dos jogadores”

O Centro Pedagógico e Científico nas Áreas do Jogo e do Turismo do Instituto Politécnico de Macau realizou em 20 de Julho uma conferência para divulgação dos resultados da investigação “Fadiga do jogador: Tendência evolutiva do comportamento dos jogadores”. Este estudo resulta dum projecto realizado por uma equipa de investigação científica chefiada por Zeng Zhonglu, professor coordenador desse Centro de investigação do IPM, com o apoio financeiro da Fundação Nacional de Ciências Naturais da China e do Fundo para o Desenvolvimento das Ciências e da Tecnologia. Esse projecto teve como objectivo investigar a tendência evolutiva dos comportamentos praticados por cidadãos de Macau, dealers de casino e jogadores provenientes do Interior da China nas actividades relacionadas com jogo, para promover o desenvolvimento prospectivo da estratégia do desenvolvimento da indústria do jogo em Macau, e o desenvolvimento sustentável e saudável dessa indústria.

A equipa de investigação científica do Centro Pedagógico e Científico nas Áreas do Jogo e do Turismo do Instituto Politécnico de Macau, de acordo com a “teoria do contacto” e a “teoria da adaptabilidade” desenvolvidas com base na evolução das “preferências do jogo”, realizou uma série de pesquisas sobre os comportamentos praticados por cidadãos de Macau, dealers de casino e jogadores provenientes do Interior da China nas actividades relacionadas com jogo, descobrindo que pessoas de grupos diferentes mostraram uma adaptabilidade de comportamento ao jogo. O relatório de investigação aponta que quando os jogadores começam a envolver-se no jogo têm normalmente uma forte sensação de curiosidade e, portanto, tendo um forte interesse no jogo. No entanto, com o passar do tempo e à medida que a participação no jogo por parte dos jogadores se torna mais frequente, o entusiasmo dos jogadores diminui gradualmente, devido a mais e mais conteúdos sobre o jogo que vão assimilando, devido à conscientização dos perigos do jogo, e devido às medidas de prevenção tomadas pela sociedade para prevenir os vícios do jogo. Nestas circunstâncias, o entusiasmo dos jogadores para a participação no jogo diminui gradualmente. A percepção destes jogadores sobre o jogo torna-se mais objectiva e o seu comportamento face ao jogo fica mais racional.

O relatório de investigação sugere que, devido à existência da adaptabilidade dos comportamentos dos jogadores ao jogo, Macau deve projectar com antecedência a forma de gerar indústrias que possam fornecer no futuro outras fontes de impostos ao governo e aumentar as oportunidades de emprego fora da indústria do jogo, assim promovendo activamente o desenvolvimento diversificado das respectivas indústrias. Actualmente, o que a indústria do jogo tem a fazer é desenvolver mais elementos não-jogo para promover a inovação contínua em relação aos equipamentos do jogo e entretenimento, e ao conteúdo do jogo, a fim de garantir a atractividade do jogo.

O evento atraiu a participação de cerca de cem delegados provenientes, respectivamente, do Fundo para o Desenvolvimento das Ciências e da Tecnologia, da “Wynn Resorts (Macau), S.A.”, da “Sands China Limited”, da “MGM Macau”, da “Melco Resorts & Entertainment Limited”, da “Galaxy Casino, S.A.”, e do Centro Pedagógico e Científico nas Áreas do Jogo e do Turismo do Instituto Politécnico de Macau, que debateram nesta conferência os resultados da investigação.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar