Dia Mundial da Luta contra as Hepatites (28 de Julho) – Serviços de Saúde incentivam residentes a conhecer melhor os métodos preventivos

QRCODE

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pretende erradicar a hepatite viral até 2030, neste âmbito os Serviços de Saúde assinalam o Dia Mundial da Luta contra as Hepatites, - 28 de Julho – incentivando os residentes a tomarem conhecimento dos métodos de prevenção da hepatite B.

A hepatite B pode ser transmitida através da transmissão de mãe para filho, contacto e transfusão de sangue e contacto sexual. Algumas pessoas (especialmente os bebés) podem ser cronicamente infectadas pois não conseguem eliminar o vírus do corpo e ao longo do tempo podem ter complicações de saúde a nível hepático como é o caso da cirrose hepática e cancro de fígado.

O Inquérito sobre a Saúde de Macau realizado em 2016, verificou que a taxa de infecção por hepatite B dos adultos é de 7,6%. De acordo com as informações disponíveis da OMS, 20 a 30% dos adultos crónicos infectados com o vírus de hepatite B desenvolvem cirrose hepática e/ou cancro de fígado.

Como a transmissão de mãe para filho é uma via importante de transmissão da hepatite B os Serviços de Saúde, nos cuidados pré-natais regulares para mulheres grávidas, procedem ao rastreio da hepatite B antes ou durante as 12 primeiras semanas de gravidez, bem como fazem o acompanhamento médico das mulheres grávidas infectadas.

Para proteger e evitar a infecção dos bebés e crianças, de acordo com o Programa de Vacinação da Região Administrativa Especial de Macau é administrada a todos os recém-nascidos a primeira dose de vacina contra a hepatite B logo após o nascimento. A segunda e a terceira dose da vacina é administrada respectivamente ao fim de passado um e seis meses de idade. De acordo com a OMS, a após completar três doses da vacina contra hepatite B, mais de 95% dos bebés, crianças e adultos jovens produzem anticorpos que podem atingir um período de protecção de pelo menos 20 anos. Em alguns casos a imunidade é alcançada para toda a vida. Assim, com vista a assegurar o crescimento saudável dos seus filhos, os Serviços de Saúde sugerem que os pais dos recém-nascidos procedam à vacinação contra a hepatite B atempadamente.

A hepatite B não se propaga através de contactos sociais gerais, fazer refeições na mesma mesa, partilhar alimentos, partilhar piscinas públicas com eventuais pacientes infectados. A transmissão da hepatite B pode ocorrer através de contacto com sangue e através da via sexual, portanto, para além da vacinação contra a hepatite B, devem ser tomadas as seguintes medidas preventivas:

  1. Proceder adequadamente à limpeza e ao tratamento de feridas;
  2. Evitar a partilha com outras pessoas de artigos pessoais, tais como máquina de barbear, agulha, corta-unhas, etc;
  3. Usar luvas aquando de tratar feridos ou artigos contaminados por sangue;
  4. Usar preservativos correctamente durante o acto sexual
  5. Proceder à desinfecção com a proporção de 1:9 (uma parte de lixívia: nove partes água) das áreas ou espaços contaminados por sangue.

Actualmente não existem medicamentos que possam curar a infecção crónica da hepatite B, no entanto, de acordo com o estado clínico, podem ser usados medicamentos antivirais orais ​​para inibir a replicação do vírus, atrasar o progresso da cirrose hepática e reduzir a possibilidade de cancro de fígado. Os Serviços de Saúde recomendam que as pessoas com infecção crónica de hepatite B devem cumprir as recomendações do médico, devem efectuar consultas de seguimento e regulares e verificar o seu estado clínico para determinar se precisam de receber tratamento, e desenvolver um estilo de vida saudável.

Os Serviços de Saúde oferecem gratuitamente aos residentes de Macau testes, acompanhamento e tratamento da hepatite B, e de acordo com o Programa de Vacinação da RAEM, fornecendo vacinação contra a hepatite B para bebés e residentes de Macau com menos de 18 anos.

Para mais informações sobre a hepatite B, podem fazer scan do código QR para aceso à página electrónica do Dia Mundial da Luta contra as Hepatites dos Serviços de Saúde www.ssm.gov.mo/hepday

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar