Trabalhadores da linha da frente do sector da restauração sujeitos a testes de ácido nucleico a partir do dia 5 de Setembro (Sábado) – 158 dias consecutivos sem casos de COVID-19 em Macau 

Conferência de imprensa regular realizada pelo Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus

O médico adjunto da Direcção do Centro Hospitalar Conde São Januário (CHCSJ), Dr. Lo Iek Long, fez nota que, até ao dia 3 de Setembro, por 158 dias consecutivos não são registados na comunidade casos de transmissão da COVID-19 (incluindo indivíduos infectados assintomáticos). Já passaram 69 dias sem diagnóstico de casos importados. Macau diagnosticou, até à data, quarenta e seis (46) casos, dos quais, quarenta e quatro (44) são casos importados e só dois (2) são relativos a casos importados. Quarenta e seis (46) pessoas tiveram alta. Não há registo de qualquer infecção entre os profissionais de saúde nem casos mortais. Todos os doentes recuperados concluíram o isolamento do período de convalescença, não há nenhum caso de contacto próximo em observação médica. Do dia 31 de Agosto ao dia 2 de Setembro, foram realizados 22.217 testes de ácido nucleico do novo tipo de coronavírus em Macau.

Em resposta à pergunta colocada pelo jornalista sobre os detalhes das medidas de optimização para o fornecimento de máscaras para crianças de três a quatro anos de idade, (Para mais informações relacionadas, consultar outro comunicado emitido pelo Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus (https://news.gov.mo/detail/pt/N20ICkOsot?1), o Dr. Lo Iek Long respondeu que, devido à necessidade das máscaras infantis decorrente do inicio do novo ano lectivo, as autoridades solicitaram aos fornecedores mais máscaras infantis que devem chegar a Macau gradualmente, permitindo que as pessoas necessitadas as possam usar. As autoridades anunciarão o horário da substituição o mais rápido possível após calcular a quantidade desses produtos. O Dr. Lo Iek Long apelou aos residentes que não comprem, para já máscaras infantis, não se apressem a comprá-las e acrescentou que as autoridades têm quantidade suficiente e o tempo específico de implementação de substituição será anunciado oportunamente. Ao mesmo tempo, as autoridades testarão cuidadosamente as máscaras entregues pelo público. Caso a embalagem original não tenha sido aberta, as máscaras serão reutilizadas com base no princípio de não desperdício; se a embalagem estiver aberta, as máscaras serão descartadas. O Dr. Lo Iek Long aludiu que os residentes que correspondam às condições exigidas têm o direito de substituir as máscaras de crianças por máscaras de adultos, mas também apelou que, perante a existência da quantidade suficiente de máscaras de crianças fornecidas no mercado, caso os residentes tenham quantidade suficiente das máscaras infantis, os outros membros da família podem usar as máscaras de adulto constantes na embalagem aberta, fazendo bom uso dos recursos públicos.

Relativamente à implementação de programa de teste de despistagem aos trabalhadores da linha da frente do sector da restauração, o Dr. Lo Iek Long referiu que, a partir de dia 5 de Setembro (Sábado), os Serviços de Saúde realizam testes de ácido nucleico aos trabalhadores da linha da frente do sector da restauração, cerca de 50.000 trabalhadores, uma média de 3 a 4 mil testes diários e esta previsto que todos os testes possam ser concluídos em cerca de duas semanas.

Sobre a notícia de que o Hospital da Universidade de Ciência e Tecnologia de Macauassistir o Governo na realização de teste de ácido nucleico, o Dr. Lo Iek Long respondeu que o acompanhamento corre bem, mas ainda é necessário que seja discutido o tempo de lançamento com os respectivos institutos. A notícia quando for confirmada será anunciada através de comunicado.

Relativamente à observação médica, a Coordenadora do Centro de Prevenção e Controlo da Doença, Dra. Leong Iek Hou referiu que mais de 254 indivíduos foram submetidos a observação médica entre o dia 31 de Agosto e o dia 2 de Setembro. No total, até ao dia 2 de Setembro, foram enviados para a observação médica 12.888 indivíduos. Há, ainda, 1.170 indivíduos em observação médica em hotéis designados. A Dra. Leong Iek Hou anunciou que a partir das 00:00 horas do dia 4 de Setembro de 2020, são canceladas as medidas de sujeição a observação médica por um período de 14 dias em locais designados, aos indivíduos que nos 14 dias anteriores à entrada em Macau tenham estado na cidade de Urumqi, conforme exigências da autoridade sanitária, ou seja, a partir das 00:00 horas do dia 4 de Setembro de 2020, o Interior da China é classificado como região de baixo risco, pois, os indivíduos vindos do Interior da China entram a Macau não irão ser sujeitos à observação médica.

Sobre a pergunta dos estudantes que se deslocam a Pequim terem sido informados da necessidade de realização de isolamento central por 7 dias, a Dra. Leong Iek Hou respondeu que as medidas destinadas aos residentes de Macau, nomeadamente não serem sujeitos à observação médica, permanece inalterada, quando haja deslocação a todas as cidades do Interior da China. É compreensível que cada cidade tenha as suas medidas de prevenção e controlo, os Serviços de Saúde vão obter mais informações, mas neste momento, ainda não foram registados pedidos de apoio. Entende-se que, neste momento, os indivíduos que se desloquem de Macau para todas as cidades do Interior da China, através de voos directos, não serão sujeitos a observação médica.

A Chefe da divisão da Direcção dos Serviços de Turismo, Dra. Lau Fong Chi reportou o número de pessoas em observação médica em hotéis designados, enquanto o Chefe da Divisão de Operações e Comunicações do Corpo de Polícia de Segurança Pública, Dr. Ma Chio Hong, relatou a actual situação da cidade e a situação de entradas e saídas de Macau, entre outros, respondendo-se ainda as referidas perguntas levantadas pelos jornalistas.

Estiveram presentes na conferência de imprensa o médico adjunto da Direcção do CHCSJ, Dr. Lo Iek Long, o Chefe da Divisão de Operações e Comunicações do Corpo de Polícia de Segurança Pública, Dr. Ma Chio Hong, a Chefe da Divisão de Relações Públicas da Direcção dos Serviços de Turismo, Dr.ª Lau Fong Chi, e a Coordenadora do Centro de Prevenção e Controlo da Doença, Dr.ª Leong Iek Hou.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar