As inscrições para o Plano de formação subsidiada orientada para a empregabilidade da DSAL estão abertas de 14 a 18 de Setembro

As inscrições para o Plano de formação subsidiada orientada para a empregabilidade da DSAL estão abertas de 14 a 18 de Setembro

Depois de ter lançado esta semana o “Plano de formação subsidiada orientada para o aumento das competências técnicas”, a Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) vai lançar na próxima semana (entre os dias 14 e 18 de Setembro) o “Plano de formação subsidiada orientada para a empregabilidade” para ajudar os desempregados e recém-graduados do ensino superior.

Nos termos do Regulamento Administrativo n.°33/2020, os indivíduos que se encontravam em situação de desemprego no dia 1 de Janeiro de 2019 ou em data posterior, por cessação da relação de trabalho, ou os que concluiram o curso do ensino superior no ano de 2020 estão aptos para se inscreverem no “Plano de formação subsidiada orientada para a empregabilidade”

Lançamento mensal, primeiro a formação e depois o emprego

O “Plano de formação subsidiada orientada para a empregabilidade” é composto por duas partes: “Formação de técnicas” e “Encaminhamento profissional”, podendo os elegíveis escolher a modalidade de formação adequada consoante o seu próprio interesse de emprego, e depois de terem aprendido as técnicas básicas do sector, os mesmos podem integrar no mercado de trabalho através do serviço de encaminhamento profissional da DSAL para atenuar a pressão, em termos financeiros, através da concessão de subsídios. Os cursos desse Plano incluem a área da construção civil,industrias e comércio, restauração, vendas a retalho, segurança eserviços de cuidados pessoais, proporcionando um total de mais de 800 vagas para formação. Por outro lado, consoante as exigências de mercado, as inscrições nos cursos do Plano, serão lançadas mensalmente. Para mais informações sobre a inscrição e os detalhes dos cursos desta ronda, pode consultar a página temática do “Plano de formação subsidiada do Fundo específico de apoio ao combate à epidemia no valor de 10 mil milhões de patacas”.

Subsídio de formação até 6 656 patacas

Ao formando que, dentro de 2 meses após a conclusão do curso e a participação no exame, conseguir emprego ou explorar um negócio por conta própria, ou àquele que depois de ter articulado com a organização do registo para pedido de emprego e emparelhamento profissional da DSAL, não conseguir obter emprego, é-lhe atribuído um subsídio de formação no valor de 6 656 patacas, enquanto que ao formando que não conseguir articular com a organização do registo para pedido de emprego ou emparelhamento profissional da DSAL por motivo imputável ao próprio, ou àquele que não conseguir emprego por não ter aceitado a contratação, é-lhe atribuído um subsídio de formação no valor de 3 328 patacas.

Inscrição online, primeiramente com sorteio, seguido da apreciação de candidatura e posterior entrevista

Os cursos do “Plano de formação subsidiada orientada para a empregabilidade” tem diferentes requisitos de admissão consoante as características dos sectores de actividade, sendo que, os participantes podem fazer a sua opção de acordo com o seu interesse e inscreverem-se online na página temática do “Plano de formação subsidiada do Fundo específico de apoio ao combate à epidemia no valor de 10 mil milhões de patacas”. Os desempregados devem preparar o documento comprovativo da demissão no dia 1 de Janeiro de 2019 ou em data posterior (devendo constar claramente a data da demissão e o último cargo desempenhado) e os recém-gradudos do ensino superior devem preparar o certificado ou documento comprovativo da conclusão do curso em 2020 emitido por instituição do ensino superior. Uma vez apresentadas as informações, não será permitida a entrega posterior de documentos em falta,pelo que, devem ser primeiramente preparados todos os documentos para a inscrição, a fim de não afectar a admissão. Além disso, para os cursos de formação são adoptadas as seguintes formas de selecção: “primeiramente o sorteio, seguidoda apreciação de candidatura e posterior entrevista”, disponibilizando aos candidatos aprovados na entrevista a frequência dos cursos conforme a ordem do sorteio.

Para mais esclarecimentos sobre esse Plano, pode consultar a página temática do “Plano de formação subsidada Fundo específico de apoio ao combate à epidemia no valor de 10 mil milhões de patacas” ( https://www.dsal.gov.mo/zh_tw/standard/dfptraining_employment.html) ou telefonar para o Centro de Formação Profissional da DSAL durante as horas de expediente (82914888/28564109). Os cidadãos podem ainda comparecer na DSAL, sita na Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado no221, Edifício Advance Plaza, R/C, ou no Centro para o desenvolvimento de carreiras da FAOM, sito no Istmo de Ferreira do Amaral, nos101-105, Edifício Industrial Tai Peng, 1ª Fase, 1.° andar, a fim de serem assistidos por trabalhadores designados para prestar apoio na inscrição.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar