3.ª Cimeira de Pequim das Cidades Criativas da UNESCO abriu hoje o pano

3.ª Cimeira de Pequim das Cidades Criativas da UNESCO abriu hoje

Macau participa oficialmente pela primeira vez, enquanto Cidade Criativa de Gastronomia, na 3.ª Cimeira de Pequim das Cidades Criativas da UNESCO, a decorrer nos dias 17 e 18 de Setembro.

A 3.ª Cimeira de Pequim das Cidades Criativas da UNESCO, co-organizada pela UNESCO e Pequim, a decorrer sob o tema “Criatividade Capacita as Cidades, Tecnologia Cria o Futuro”, fornece uma plataforma internacional para discussão e interligação, reunindo as partes interessadas de diferentes cidades, incluindo governantes de cidades e formuladores de políticas, representantes de agências da ONU, académicos e especialistas, bem como inovadores e empresários. O evento tem como foco a economia digital, discutindo como a cultura, a criatividade e a tecnologia podem ajudar a melhorar a gestão urbana e apoiar de forma global o desenvolvimento sustentável das cidades no futuro. O evento de dois dias inclui a cerimónia de abertura, um fórum principal, denominado “Criatividade e inovação: Um caminho para as cidades de amanhã”, três painéis - “Cidades Criativas: Modelando uma abordagem local multidimensional de desenvolvimento sustentável”, “Colaboração entre cidades: fomentando o co-desenvolvimento aberto e inclusivo por meio da criatividade”, “Ciência, tecnologia e criatividade: capacitando a gestão urbana para enfrentar os desafios globais” -, cerimónia de encerramento, entre outros.

A Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Ao Ieong U, disse num discurso em vídeo no fórum principal, “Criatividade e inovação: Um caminho para as cidades de amanhã”, que desde que Macau, China foi designada Cidade Criativa de Gastronomia, em 2017, o Governo da Região Administrativa Especial de Macau lançou de imediato mãos à obra para cumprir um plano de trabalho de quatro anos, usando a criatividade como elemento estratégico para um desenvolvimento sustentável da cidade, em conformidade com os objectivos de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável. A Secretária afirmou ainda que, a situação epidémica está praticamente estável tanto no Interior da China, como em Macau. A retoma da emissão de documentos de viagem turísticos a residentes do Interior da China para deslocação a Macau significa o regresso gradual à normalidade da movimentação de pessoas entre o Interior da China e Macau. A pandemia COVID-19 constitui um grande desafio global, contando-se com os recursos inovadores e a aplicação da tecnologia como elementos essenciais para ajudar a superar os desafios, tirar proveito da integração online e offline, melhorar os nossos pontos fortes e revitalizar o turismo e a economia.

A lista de oradores proeminentes que participam na cimeira inclui: o director-geral adjunto da UNESCO para a Cultura, Ernesto Ottone Ramírez; o director-geral da Comissão Municipal de Ciência e Tecnologia de Pequim, Xu Qiang; e a Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Ao Ieong U. O evento conta também com a presença de dirigentes de Cidades Criativas do Interior da China, de Wuhan, Chengdu, Changsha, Suzhou, Jingdezhen e Yangzhou; a par com Roma, na Itália; Cairo, no Egipto; Helsínquia, na Finlândia; Buenos Aires, na Argentina; Dakar, no Senegal; Istambul, na Turquia; Kortrijk, na Bélgica; Santos, no Brasil; Brazavile, na República do Congo; Saint-Étienne, na França; Almaty, no Cazaquistão; Banquecoque, na Tailândia; e Emirados Árabes Unidos, entre outros. Alguns oradores participaram online e outros compareceram pessoalmente.

As duas primeiras edições da Cimeira de Pequim das Cidades Criativas da UNESCO foram realizadas em 2013 e 2016. O Governo da RAEM participou como observador na última cimeira, em 2016. Este ano, Macau, China participou oficialmente na cimeira enquanto Cidade Criativa de Gastronomia.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar