IPIM organizou três acções de formação online na área de convenções e exposições para o respectivo sector estar a par das novas tendências

O IPIM organizou três acções de formação online na área de convenções e exposições

Com objectivo de aumentar a competitividade do sector convenções e exposições de Macau e estar a par das novas tendências de desenvolvimento, o Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) organizou três acções de formação online na área das convenções e exposições, tendo atraído a participação de 200 pessoas. Sob o surto da epidemia, o IPIM pretende continuar a prestar o apoio ao sector, encorajar o sector na articulação das actividades online e offline de convenções e exposições mediante o aproveitamento das novas tecnologias, melhorar o planeamento de gestão de crises, bem como aumentar a capacidade de resposta, a fim de promover a profissionalização e a mercantilização contínua do sector de convenções e exposições.

As acções de formação online tiveram lugar nos dias 25 de Agosto, 2 e 16 de Setembro, respectivamente. A entidade organizadora verificou algumas mudanças no modelo das actividades de convenções e exposições durante o surto da epidemia, por isso, as acções de formação tiveram como tema “Novas tendências nos eventos de negócios - eventos integrados”, “Aplicação da inteligência artificial nos eventos de negócios” e “Planeamento de gestão de crise”. Durante as acções de formação, o Presidente do IPIM, Dr. Lau Wai Meng, proferiu o discurso de boas-vindas a todos os presentes, incluindo o Consultor de Convenções e Exposições do IPIM, Dr. Mike Williams, que desempenhou o papel de moderador. Foram convidados 9 profissionais de renome do sector de convenções e exposições provenientes do Interior da China, Austrália, Singapura e das regiões de Hong Kong e de Macau para partilhar as suas experiências e interagir com os participantes.

Na primeira acção de formação online sob o tema “Novas tendências em convenções e exposições - eventos integrados”, os oradores introduziram o conceito “eventos integrados”, que se refere os participantes online e offline possam ter a mesma experiência nos eventos de convenções e exposições mediante a utilização da tecnologia, permitindo aos participantes estabelecerem uma relação interactiva num cenário novo. Os participantes concordaram que os eventos integrados são a direcção futura de desenvolvimento do sector de convenções e exposições, e consideraram também que o conteúdo e o tema dos eventos continuam a ser os valores nucleares. Em paralelo, a gestão digital permite que os eventos online sejam mais flexíveis, mas é necessário ter em conta que os participantes possam não ter a experiência imersiva.

Os oradores do tema “Aplicação da inteligência artificial no sector de convenções e exposições” consideraram que a inteligência artificial pode prever precisamente as preferências de um determinado grupo de participantes de convenções e exposições e definir um plano de promoção e marketing de acordo com o comportamento deles, assim, pode reduzir eficientemente custos e elevar a eficiência. Alguns participantes revelaram a sua preocupação com a confidencialidade dos dados, tendo, em resposta, o orador sugerido a formação dos funcionários e o reforço da protecção de dados utilizando a tecnologia.

Além disso, os oradores do tema “Gestão de crise nos eventos de convenções e exposições” sugeriram que é necessário definir um plano de contingência para responder às situações específicas ocorridas eventualmente nos eventos, bem como manter uma comunicação estreita entre as entidades do evento, garantindo uma clara e oportuna transmissão de mensagens.

O IPIM continuará a organizar vários tipos de workshops online, convidando consultores ou profissionais experientes para partilhar conhecimentos práticos ou apresentar as novas tendências internacionais do sector, de modo a reforçar o conhecimento sobre convenções e exposições dos profissionais do sector e a promover a elevação da qualidade do sector.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar