Fórum Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação realiza-se no mês de Novembro em Macau

Conferência de imprensa do primeiro Fórum Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizada em Cantão

O Fórum Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ISTIF sigla em inglês), uma das conferências temáticas importantes do Fórum Boao para a Ásia, realiza-se em Macau, de 9 a 11 de Novembro, subordinada ao tema “Inovação fortalece o desenvolvimento sustentável” com 12 sessões temáticas. A participação dos intervenientes será presencial e também em videoconferência, apresentando técnicas que utilizam tecnologia avançada e os respectivos resultados, uma oportunidade para trocar e partilhar opiniões e experiências sobre as últimas inovações e descobertas em matéria de saúde pública mundial e desenvolvimento sustentável.

O Fórum Boao para a Ásia realizou, hoje (12 de Outubro), em Cantão, a conferência de imprensa do primeiro Fórum Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. O secretário-geral do Fórum Boao para a Ásia, Li Baodong, afirmou, na conferência, que o Fórum Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação potenciará as vantagens de “cruzamento das culturas, das diversas área e sectores” do Fórum Boao para a Ásia, e tem como objectivo a criação de uma plataforma de diálogo de alto nível e de cooperação de forma integral. O primeiro Fórum apresenta três pontos-chave, a saber “incentivo inovador”, “vida inovadora” e “cooperação inovadora”. O Fórum estará atento às técnicas inovadoras da ciência e tecnologia e respectivos conceitos e resultados orientadores, promovendo activamente a aplicação de novas tecnologias e os seus resultados em diversas áreas e na vida quotidiana, assim como impulsionará a contínua e profunda cooperação mundial, enfrentando com os outros países do mundo os desafios e o desenvolvimento.

O chefe do departamento de Economia do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), Chen Guokai, disse que o primeiroISTIFadoptou Macau como plataforma que favorece o reforço do intercâmbio e cooperação internacional na área de inovação da ciência e tecnologia, impulsiona a aplicação dos resultados na produtividade e proporciona uma força positiva para o desenvolvimento sustentável da Ásia e do resto do mundo.

Entretanto, o presidente executivo da delegação do primeiro ISTIF, Lionel Leong, apontou que a realização desta conferência em Macau, onde se promove o intercâmbio, a cooperação regional e as vantagens de plataforma, será uma nova oportunidade e nova plataforma para a cooperação internacional, no âmbito da área da inovação da ciência e tecnologia. Considera ainda que ajudará a Grande Baía de Guangdong, Hong Kong, Macau a tornar-se num centro internacional de inovação de ciência e tecnologia com impacto mundial, assim como impulsionará o desenvolvimento adequado e diversificado da economia de Macau. Acredita que poderá concentrar o conhecimento das diversas partes do mundo, contribuindo mutuamente para a recuperação e desenvolvimento sustentável da economia local, assim como apresentar novas ideias e pensamentos.

Por sua vez, o presidente do Conselho de Administração do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, Lau Wai Meng, indicou que a inovação da ciência e tecnologia é um motor importante para a sociedade e a economia caminharem em direcção a um desenvolvimento de qualidade elevada. O ISTIF criou uma oportunidade para Macau aprofundar o intercâmbio com o exterior, impulsionar a cooperação entre o sector empresarial, o governo, o sector académico e sector de investigação e promover que todas as partes, com as suas ferramentas e métodos, fortaleçam a capacidade de progresso, ajudando assim o desenvolvimento adequado e diversificado da economia de Macau.

A primeira conferência do ISTIF é co-organizada pelo Fórum Boao para Ásia e o Governo da RAEM. O presidente da Conferência é o vice-presidente da 13ª Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC), Edmund Ho. O evento conta com o apoio das seguintes organizações internacionais, a Organização Mundial da Propriedade Intelectual e a União Internacional de Telecomunicações. Esta edição tem ainda como entidades colaboradoras: o Ministério da Ciência e Tecnologia da República Popular da China (RPC), o Ministério da Indústria e Informação Tecnológica, o Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho do Estado, o Gabinete de Ligação do Governo Popular Central em Macau e o Comissariado do Ministério dos Negócios Estrangeiros da RPC na RAEM.

Os três dias do Fórum Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, contam com a participação de representantes do governo da RPC, da RAEM, de peritos e académicos da área da ciência, tecnologia e inovação e empresários, e serão ainda convidadas a participarem, em videoconferência, personalidades de vários países, representantes de serviços públicos dos Países da Língua Portuguesa e de organizações internacionais, num total de 800 participantes.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar