A Comissão de Desenvolvimento de Talentos faz o acompanhamento dos estudos referentes a três sectores de actividade e dos trabalhos de planeamento e avaliação

A Comissão de Desenvolvimento de Talentos faz o acompanhamento dos estudos referentes a três sectores de actividade e dos trabalhos de planeamento e avaliação

O Grupo Especializado de Planeamento e Avaliação, afecto à Comissão de Desenvolvimento de Talentos, reuniu-se, recentemente, na sua 2.ª sessão de trabalho deste ano, a qual foi presidida pelo seu coordenador, Lao Pun Lap. No decorrer da reunião, o Secretariado da Comissão fez o balanço da situação de execução do Plano de Acção Quinquenal do Programa de Formação de Quadros Qualificados a Médio e Longo Prazo em Macau (2016-2020), abordando o andamento dos três estudos que versam sobre a procura, no futuro, de recursos humanos qualificados nos sectores financeiro, da construção civil e da actividade profissional de saúde de Macau; em seguida, os vogais iniciaram o debate sobre os trabalhos alusivos aos estudos dos sectores de actividades, à promoção da “Base de Registo de Informações de Talentos”, bem como do documento de análise sobre a “Definição de recursos humanos qualificados da RAEM e a sua aplicação”, elaborado em conjugação com as orientações das futuras políticas de recursos humanos qualificados e da sua importação.

No âmbito do Plano de Acção Quinquenal do Programa de Formação de Quadros Qualificados a Médio e Longo Prazo em Macau, foram, concretamente, lançados até 31 de Julho de 2020, um total de 129 projectos, cujas principais áreas abrangem, entre outras, actividades educativas, programas de estudos, programas de estágios, visitas de estudo e intercâmbios, conferências, cursos de formação, investigação científica, avaliação dos cursos, testes de qualificação profissional, exames de acreditação, programas de empreendedorismo ou de investimento, apoio financeiro e optimização de sistemas de gestão, destes, 70% são de carácter permanente ou anual, acrescendo que cerca de 97% alcançaram os resultados previstos, estando os seus conteúdos já disponíveis na página electrónica da Comissão.

Referindo-se aos estudos dos sectores de actividades, a Comissão deu início, este ano, a dois estudos que envolvem nomeadamente a “Procura de recursos humanos qualificados no sector financeiro de Macau no biénio 2020-2022” e a “Procura de recursos humanos qualificados no sector da construção de Macau no biénio 2020-2022”, ambos já se encontram na fase da recolha de dados, estimando-se que os relatórios preliminares sejam ultimados até ao final do corrente ano, após a conclusão do processamento e da análise dos dados; por outro lado, proceder-se-á à integração dos dados de oferta e procura relativos à “Projecção da procura dos profissionais de saúde no triénio 2020-2023levada a cabo em parceria com os Serviços de Saúde, o Instituto de Acção Social e a Direcção dos Serviços de Educação e Juventude, e cuja estimativa aponta para a publicação dos resultados da análise no primeiro trimestre do próximo ano.

No decorrer da reunião, os vogais debateram, ainda, os trabalhos relativos à promoção da “Base de Registo de Informações de Talentos”, sendo da opinião que a utilidade da base de informações deve ser alargada, assim como a divulgação poderá ser, doravante, reforçada por intermédio, entre outros, dos serviços públicos, instituições do ensino superior, associações dos antigos alunos das instituições do ensino e associações profissionais, enviando, especificamente, a todos os grupos de utilizadores do registo, novidades e informações profissionais, entre outros conteúdos, dos sectores a que o mesmo se reporta, aumentando, deste modo, a motivação, por parte dos utilizadores, para o registo.

Posteriormente, o Secretariado procedeu à apresentação da análise e do ajustamento da “definição dos recursos humanos qualificados da RAEM e a sua aplicação”, a qual servirá de base de referência ao grupo especializado na futura elaboração das “Políticas referentes aos recursos humanos qualificados e à sua importação”. De um modo geral, os vogais reconheceram que Macau deve referenciar, de forma adequada, as políticas de importação de recursos humanos qualificados das regiões vizinhas, de maneira a ajustar oportunamente, com uma atitude mais aberta, as políticas que visam captar esse tipo de recursos humanos, aprimorar o regime de aprovação da respectiva importação e definir as indústrias que irão efectivar, no futuro, tal importação, ponderando plenamente a diversificação da economia de Macau e o equilíbrio do desenvolvimento estável da sociedade. Há vogais que são da opinião que Macau necessita de criar um melhor ambiente de empreendedorismo e de empregabilidade, reforçar as instalações de hardware destinadas ao desenvolvimento das indústrias, criar um espaço de desenvolvimento mais alargado, bem como equacionar a elaboração de excelentes medidas acessórias, para assim melhor atrair os recursos humanos qualificados.

A reunião contou com a presença de Lao Pun Lap, Yeoung Tsun Man Eric, Charm Ka Ieong, Cheang Hong Kuong, Lau Wai Meng, Ho Teng Iat, Ian Man Cheng, Wong Weng Hei, Chao Chong Hang, Kou Chon Fai, Kou Ngon Seng, Lam Chi In, Tong Kai Chung, U Seng Pan, Chen Zixia (representando Song Yonghua), Cheong Wai (em representação de Wong Chi Hong) e Chang Kun Hong.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar