Alunos do IPM visitaram Shenzhen para ficarem a conhecer melhor a situação do País e as oportunidades de desenvolvimento na região da Grande Baía

Os alunos do IPM entregando lembranças ao representante da “Shenzhen Das Intellitech Co.,Ltd.”

Com vista a incentivar os alunos a integrarem-se activamente no desenvolvimento nacional e a participarem na construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, coincidindo com o 40.º aniversário do estabelecimento da Zona Económica Especial de Shenzhen, a Divisão de Assuntos de Estudantes do Instituto Politécnico de Macau (IPM) organizou a iniciativa “Entrar em conjunto na Grande Baía”, compreendendo uma visita a Shenzhen e uma série de actividades. Foram realizadas as visitas destes alunos à Universidade de Shenzhen e às empresas de ciência, tecnologia e cultura de Shenzhen, a fim de ficarem a conhecer os resultados e as oportunidades do desenvolvimento desta Zona Económica Especial de Shenzhen. A construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau é uma importante estratégia de desenvolvimento do País. Estas visitas ajudaram os estudantes a saber como aproveitar as oportunidades da cooperação regional, aprofundando os seus conhecimentos sobre a situação nacional e regional, reforçando o seu reconhecimento do País, enriquecendo as experiências de aprendizagem, e compreendendo as mudanças e tendências da sociedade, no intuito de promover o desenvolvimento individual e ajudar no planeamento da carreira dos alunos.

Durante os três dias em que decorreu esta iniciativa, os alunos visitaram a Exposição de Cultura Marinha de Shenzhen, o Parque de Empreendedorismo para Estudantes da Universidade de Shenzhen e o “Parque Artístico No. 3”, bem como empresas de ciência, tecnologia e cultura, tais como a “Shenzhen Das Intellitech Co., Ltd.”. Os alunos assistiram também à palestra da Dra. Huang Yu Rong, Directora do Centro de Estudo das Políticas da Cultura Pública da Universidade de Shenzhen, com o tema sobre o desenvolvimento de Shenzhen e a situação geral da construção cultural. O aluno Wang, que frequenta o Curso de Mestrado em Big Data e Internet das Coisas, disse que com esta visita aprofundou o seu conhecimento sobre as tendências futuras da indústria inteligente do País e da procura de talentos, estabelecendo objectivos mais claros para o futuro planeamento da carreira. Wang descreveu a cidade de Shenzhen como o “Vale do Silício da China”, onde se reúne um grande número de profissionais de alta tecnologia e de inteligência artificial, oferecendo-lhes um bom ambiente e oportunidades para a inovação e o empreendedorismo. O aluno Mu, do Curso de Gestão, considerou que as perspectivas de desenvolvimento de Shenzhen são infinitas, sendo Shenzhen uma nova cidade criada pelo País, tem um ar dinâmico e muito vivo. Desde a implementação da política de reforma e abertura em Shenzhen, a cidade tem atraído muitos conhecimentos excelentes das empresas culturais estrangeiras, contribuindo assim para a formação de quadros altamente qualificados. Mu afirmou que, através desta visita, ficou a conhecer melhor o ambiente de empreendedorismo em Shenzhen e que, após a graduação, pretende deslocar-se a Shenzhen para aproveitar as oportunidades de desenvolvimento da Grande Baía.

No contexto da Iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” e da construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, o IPM tem promovido activamente o intercâmbio entre os jovens de Guangdong e Macau através de uma série de actividades, como as inseridas na iniciativa “Entrar em conjunto na Grande Baía”, de modo a reforçar a dedicação dos jovens à Pátria, proporcionar aos alunos mais oportunidades de estudos temáticos, de inovação, de empreendedorismo e de estágio, elevando assim o sentido de missão dos jovens sobre a participação na construção da Grande Baía, a fim de criar condições fundamentais para a coordenação e a concretização das acções governativas de Macau na integração no desenvolvimento nacional.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar