DSAL apela aos trabalhadores não residentes oriundos do Interior da China para que evitem o regresso à terra natal para passar o feriado do Ano Novo Chinês

Apelo às partes laboral e patronal para que executem, da melhor forma, o trabalho de prevenção da epidemia.

Com o Ano Novo Lunar à porta, em articulação com as sugestões da Comissão Nacional de Saúde e o trabalho do Governo da RAEM na prevenção da epidemia, a Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) deixa um apelo aos trabalhadores não residentes provenientes do Interior da China para que não se desloquem à terra natal para passar o feriado do Ano Novo Chinês, reduzindo desta forma a circulação e aglomeração de pessoas.

Apelo às partes laboral e patronal para que executem, da melhor forma, o trabalho de prevenção da epidemia

A DSAL realizou, hoje (dia 11), um encontro com os representantes da Associação Comercial de Macau e da Associação de Agências de Emprego de Capital da China, e apelou aos empregadores das pequenas e médias empresas para que incentivem os trabalhadores não residentes oriundos do Interior da China a evitar a deslocação à terra natal para passar o feriado do Ano Novo Chinês. Ademais, com vista a abordar os arranjos, a DSAL reuniu-se, no mesmo dia, com os representantes da Federação da Indústria e Comércio de Macau Centro e Sul Distritos, da Federação Industrial e Comercial das Ilhas de Macau, da Associação Industrial e Comercial da Zona Norte de Macau e da Associação Industrial e Comercial da ZAPE de Macau.

A DSAL apela a todas as partes para em conjunto, combaterem a epidemia, com compreensão mútua. Por outro lado, a DSAL alerta aos empregadores e trabalhadores para tomarem medidas de protecção individual, articulando tanto quanto possível com o trabalho do Governo da RAEM na prevenção da epidemia, por forma a reduzir o risco de transmissão da doença.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar