A Direcção dos Serviços Correccionais expressa elevada preocupação com o agente suspeito de violação da lei e cooperará totalmente com a investigação


Em relação a um caso no qual um guarda prisional foi encaminhado ao Ministério Público, em 2 de Fevereiro, para investigações, por suspeito da prática do crime de “abuso de poder”, a Direcção dos Serviços Correccionais expressa elevada preocupação e lamenta profundamente.

Em relação ao incidente, a Direcção dos Serviços Correccionais irá cooperar totalmente com as investigações dos órgãos de execução da lei e instaurou um processo de inquérito disciplinar interno. A DSC irá tratar severamente o caso e proceder à efectivação da responsabilidade disciplinar do infractor nos termos da lei; Além disso, a DSC instruiu as chefias de todas as subunidades a reforçar a supervisão do pessoal e exigir que todo o pessoal preste sempre atenção à ética profissional, observando estritamente a lei, bem como rever e melhorar as directrizes de trabalho, por forma a evitar que incidentes semelhantes ocorram novamente.

A DSC reitera que sempre atribui importância ao carácter pessoal e à ética profissional do seu pessoal. Se forem constatados actos por parte do pessoal que violem a lei e a disciplina, a DSC irá trata-los severamente nos termos da lei e não os vai tolerar.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar