Construção privada e transacções de imóveis referentes ao 4º trimestre de 2020


No quarto trimestre de 2020 transaccionaram-se, com base no imposto de selo cobrado, 2.369 fracções autónomas e lugares de estacionamento pelo valor de 13,57 mil milhões de Patacas, os quais decresceram 6,8% e 9,2%, respectivamente, face ao trimestre anterior, informam os Serviços de Estatística e Censos.

No trimestre de referência foram transaccionadas 1.630 fracções autónomas habitacionais (-271, face ao terceiro trimestre) pelo valor de 11,53 mil milhões de Patacas (-8,5%). Transaccionaram-se 1.362 fracções autónomas habitacionais de edifícios construídos (-243, em termos trimestrais) pelo valor de 8,79 mil milhões de Patacas (-12,6%) e 268 fracções autónomas habitacionais de edifícios em construção (-28) pelo valor de 2,74 mil milhões de Patacas (+7,6%).

No trimestre em análise o preço médio por metro quadrado (área útil) das fracções autónomas habitacionais globais cifrou-se em 108.969 Patacas, mais 4,8% em termos trimestrais. Salienta-se que o preço médio das fracções autónomas habitacionais na Taipa (118.329 Patacas) cresceu 10,3%, devido à proporção das fracções autónomas habitacionais de edifícios em construção transaccionadas a preços relativamente elevados em relação às fracções autónomas habitacionais transaccionadas nesta zona (36,5%) ter aumentado 9,1 pontos percentuais. O preço médio das fracções autónomas habitacionais sitas em Coloane (121.007 Patacas) e na Península de Macau (102.842 Patacas) cresceram também 2,3% e 2,0%, respectivamente. O preço médio por metro quadrado das fracções autónomas habitacionais de edifícios construídos situou-se em 99.375 Patacas, tendo crescido 2,4%, face ao terceiro trimestre de 2020. O preço médio por metro quadrado das fracções autónomas habitacionais de edifícios em construção fixou-se em 156.474 Patacas, tendo aumentado 8,7%, em termos trimestrais.

O preço médio por metro quadrado (área útil) das fracções autónomas industriais (40.856 Patacas) e o das fracções autónomas destinadas a escritórios (108.050 Patacas) baixaram 14,4% e 2,0%, respectivamente, face ao terceiro trimestre de 2020.

Durante o ano de 2020 transaccionaram-se 9.002 fracções autónomas e lugares de estacionamento (-18,3%, face ao ano de 2019) pelo valor de 51,11 mil milhões de Patacas (-17,9%). Foram transaccionadas 6.483 fracções autónomas habitacionais (-1.794, em termos anuais) pelo valor de 42,96 mil milhões de Patacas (-15,9%), realçando-se que as fracções autónomas habitacionais dos edifícios construídos (5.485) e as dos edifícios em construção (998) se transaccionaram pelos valores de 34,26 e 8,70 mil milhões de Patacas, respectivamente.

O preço médio por metro quadrado (área útil) das fracções autónomas habitacionais foi de 105.064 Patacas no ano 2020, equivalendo a um decréscimo de 2,3%, em termos anuais. Refira-se que os preços médios por metro quadrado destas fracções na Península de Macau (102.097 Patacas), na Taipa (107.771 Patacas) e em Coloane (120.240 Patacas) baixaram 2,2%, 2,7% e 4,4%, respectivamente. O preço médio por metro quadrado das fracções autónomas habitacionais de edifícios construídos (97.721 Patacas) decresceu 3,2%, contudo, o das fracções autónomas habitacionais de edifícios em construção (148.024 Patacas) cresceu 3,9%. Quanto às fracções autónomas não habitacionais, o preço médio por metro quadrado das fracções autónomas destinadas a escritórios (110.973 Patacas) cresceu 2,4%, face ao ano anterior, enquanto o das fracções autónomas industriais (47.855 Patacas) decresceu 13,0%.

No quarto trimestre foram assinados 3.869 contratos de compra e venda, bem como 3.762 contratos de crédito hipotecário, envolvendo 4.037 e 3.963 imóveis, respectivamente, os quais registaram variações de +5,8% e de -19,4%, respectivamente, em termos trimestrais. No ano de 2020 celebraram-se 11.589 contratos de compra e venda, assim como 11.347 contratos de crédito hipotecário, envolvendo 12.222 e 14.954 imóveis, respectivamente, os quais registaram variações de +11,4% e de -9,4%, respectivamente, em termos anuais.

Quanto à construção privada, até ao final do quarto trimestre de 2020 havia 8.705 fracções autónomas habitacionais em fase de projecto, 2.687 em construção e 1.371 estavam a ser vistoriadas. No trimestre de referência havia 1.083 fracções autónomas habitacionais com licença de utilização emitida, das quais 40,4% eram do tipo estúdio e 31,2% tinham dois quartos. Existiam 43 fracções autónomas habitacionais com autorização de execução emitida, 58,1% tinham um quarto.

No ano de 2020 havia 2.365 fracções autónomas habitacionais com licença de utilização emitida, das quais 2.069 se localizavam na Península de Macau. Em termos de tipologia, 52,0% do total das fracções autónomas habitacionais eram do tipo estúdio e 25,0% tinham dois quartos. Existiam 162 fracções autónomas habitacionais com autorização de execução emitida e 68,5% destas eram do tipo estúdio.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar