Residente do Interior da China que esteve internado no Oitavo Hospital da Cidade de Xi’an submetido a observação médica


De acordo com a notificação do Departamento Municipal de Saúde da Cidade de Zhuhai, efectuada ontem (dia 21) à tarde, um homem residente do Interior da China que recorreu no dia 9 de Março ao Oitavo Hospital de Xi’an e onde esteve internado, foi listado como um alvo importante de vigilância e monitorização, entrou em Macau no passado dia 20 de Março.

Esse homem, 52 anos, foi identificado e enviado pelo Corpo do Polícia de Segurança Pública, para o Serviço de Urgência Especial do Centro Hospitalar Conde de São Januário durante a madrugada de segunda-feira, para a realização de testes de ácido nucleico para a COVID-19. O resultado foi negativo e este indivíduo foi transportado para o Centro Clínico de Saúde Pública de Coloane para ser sujeito a observação médica.

Um amigo desse homem e um taxista que o conduziu também foram submetidos a um teste de ácido nucleico para a COVID-19. Ambos resultados foram negativos.

Os Serviços de Saúde salientam que este indivíduo só foi listado como um alvo importante de vigilância e monitorização no Interior da China. Não está identificado como contacto próximo. Até ao momento os testes do ácido nucleico foram negativos, ou seja o risco de infecção não é elevado e representa baixo risco para Macau.

Este residente do Interior da China, agora sujeito a observação médica, recorreu ao Oitavo Hospital de Xi’an onde esteve internado e foi listado como um alvo importante de vigilância e monitorização no Interior da China.

No dia 18 de Março este indivíduo foi localizado em Zhuhai e na manhã do dia 20 de Março em Macau. Na tarde do dia 21 de Março, após a recepção da notificação do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da Cidade de Zhuhai, os Serviços de Saúde notificaram imediatamente o Corpo do Polícia de Segurança Pública para auxiliar na investigação do seu paradeiro e constatou-se que este homem estava, desde 20 de Março, hospedado no Hotel “MGM COTAI” na Taipa. As autoridades registaram as informações dos hóspedes no mesmo andar do hotel e funcionários relacionados para acompanhamento posterior, se necessário.

Esta situação decorre depois de ter sido emitida no interior da China uma notificação que um analista, que exerce funções na área de isolamento do Oitavo Hospital de Xi’an manifestou dores de cabeça, febre baixa e a tomografia computadorizada de tórax anormal no dia 17 de Março. O resultado do teste de ácido nucléico foi positivo.

Esse analista desde 4 de Março que desempenha funções na enfermaria de isolamento relacionadas com a colheita de ácido nucléico e análise laboratorial, ou seja, trabalhava numa área fechada. Sabe-se que vivia sozinho e não teve contacto com o exterior.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar