Os “benefícios de consumo por meio electrónico” podem aliviar as dificuldades da população e estabilizar a economia, o processo de utilização dos mesmos decorreu bem na manha do primeiro dia de utilização

A DSEDT está a conhecer a situação de utilização de “benefícios de consumo por meio electrónico”

Os “benefícios de consumo por meio electrónico” podem ser utilizados a partir de hoje (dia 1), cujo prazo de utilização decorre até 31 de Dezembro. A Direcção dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico (DSEDT) já enviou pessoal a diversas zonas para conhecer in-loco as situações de aceitação do cartão de consumo electrónico pelos comerciantes e de utilização do mesmo pelos residentes. Na manha do primeiro dia, o processo de utilização de benefícios decorreu bem, e os residentes começaram sucessivamente a fazer consumo através do cartão de consumo ou do pagamento móvel, a fim de usufruir de pacote dos benefícios de consumo (montante inicial de 5.000 patacas e montante de 3.000 patacas para desconto imediato).

Há comerciante que manifestou o seu apoio ao “Plano de benefícios de consumo por meio electrónico” lançado pelo Governo da RAEM, considerando que o Plano contribui para estimular o consumo de residentes, revelando ainda que a sua loja está a preparar o lançamento de ofertas promocionais em articulação com o Plano para retribuir assim a população. O mesmo comerciante também prevê que, durante o prazo de implementação do Plano, o seu negócio vai aumentar mais do que nos dias normais.

Os “benefícios de consumo por meio electrónico” podem aliviar as dificuldades da população e estabilizar a economia, também alargar a procura interna e promover o consumo

O chefe do Departamento de Desenvolvimento das Actividades Económicas da DSEDT afirmou que o “Plano de benefícios de consumo por meio electrónico” constitui uma parte importante e integrante do “Plano de garantia do emprego, estabilização da economia e asseguramento da qualidade de vida da população 2021” do Governo da RAEM, tendo como objectivo aliviar as dificuldades da população e estabilizar a economia.

Este Plano, assente no princípio de “subsídios do Governo, desconto imediato no consumo e benefícios para todos”, atribui aos residentes qualificados de Macau um pacote de benefícios (montante inicial de 5.000 patacas e montante de 3.000 patacas para desconto imediato).

Para além de não poder ser utilizados em determinados estabelecimentos ou para determinadas finalidades previstas no respectivo diploma legal, os “benefícios de consumo por meio electrónico” podem ser utilizados na maioria dos estabelecimentos comerciais no mercado para aquisição de produtos e serviços. Basicamente, os benefícios podem destinar-se a pagar várias despesas relacionadas com a vida quotidiana dos residentes. A utilização simultânea do montante inicial e do montante para desconto imediato permite que os residentes sejam beneficiados duplamente, o que pode aliviar eficazmente a pressão de vida dos residentes.

Além disso, através da utilização dos “benefícios de consumo por meio electrónico”, pode ser estimulado o consumo local e alargada a procura interna, de modo a alcançar os objectivos da política sobre a estabilização da operação das empresas e a salvaguarda do emprego dos trabalhadores.

O processo de débito é totalmente automático e fácil de operar, tendo sido consecutivamente realizados testes para garantir a segurança e a estabilidade sistemática

Para assegurar a segurança e estabilidade sistemática, a Autoridade Monetária de Macau (AMCM) mantém a estreita comunicação com as respectivas instituições financeiras, tendo-as, há pouco, coordenado na realização de testes consecutivos. Na sequência da utilização formal dos “benefícios de consumo por meio electrónico”, a AMCM mobilizou, na madrugada de hoje (dia 1), oito instituições financeiras para realizar transacções de pagamento reais através do serviço agregado “Simple Pay”. O processo geral decorreu bem, tendo sido concluídos os testes de transacções pagas com “benefícios de consumo por meio electrónico” através da leitura do código QR da empresa e da apresentação do código QR do consumidor.

No momento da utilização, pelos residentes, dos “benefícios de consumo por meio electrónico”, o processo de débito é totalmente automático e fácil de operar. No recibo do cartão de consumo ou na aplicação de pagamento móvel, são exibidos o registo de cada consumo e o remanescente saldo (do montante inicial e do montante para desconto imediato), sendo tudo compreensível.

No que diz respeito à promoção junto dos comerciantes, a AMCA já coordenou, há dias, oito instituições financeiras participantes no Plano para estes apresentarem e demonstrarem junto dos representantes dos estabelecimentos comerciais a operação de pagamento móvel e os respectivos arranjos. Ao mesmo tempo, a AMCM exigiu a cada instituição financeira que aloque adequadamente recursos para melhor prestar serviços de apoio aos clientes.

Mais de 550.000 residentes já concluíram a inscrição e mais de 440.000 residentes já receberam os benefícios

A inscrição online do “Plano de benefícios de consumo por meio electrónico” esteve aberta em 7 de Maio. Até ao meio-dia de hoje (dia 1), aproximadamente 555.000 residentes já concluíram a inscrição, dos quais cerca de 245.000 optaram por “pagamento móvel” e cerca de 310.000 por “cartão de consumo”.

Até ao meio-dia de hoje (dia 1), cerca de 444.000 residentes já receberam os “benefícios de consumo por meio electrónico”. De entre esses residentes, cerca de 229.000 já concluíram o carregamento do cartão de consumo ou já levantaram o novo cartão. Além disso, aproximadamente 215.000 residentes receberam sucessivamente os benefícios através do depósito automático na conta do “pagamento móvel”.

Vídeo sobre “Instruções de utilização” do “Plano de benefícios do consumo por meio electrónico” – Cartão de consumo

Vídeo sobre “Instruções de utilização” do “Plano de benefícios do consumo por meio electrónico” – Pagamento móvel

Vídeo sobre o Plano de benefícios do consumo por meios electrónicos: Utilização

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar