Serviços de Saúde organizam actividades para o Dia Mundial Sem Tabaco 2021

“Simpósio de Controlo do Tabagismo 2021” realizado pelos Serviços de Saúde

A Organização Mundial da Saúde celebra anualmente, a 31 de Maio, o “Dia Mundial Sem Tabaco”, de modo a despertar a atenção global para a prevalência de tabaco e os seus efeitos fatais e como o tema deste ano é “Comprometa-se a desistir”, os Serviços de Saúde continuam a realizar uma série de actividades no âmbito do “Dia Mundial Sem Tabaco, tendo como objectivo informar os residentes sobre os efeitos nocivos do tabaco e incentivá-los a cessação tabágica.

No contexto destas actividades foi realizado no passado dia 31 de Maio um “Simpósio de Controlo do Tabagismo 2021” onde estiveram presentes os organismos governamentais responsáveis pelo controlo de tabaco e pela execução da lei, assim como representantes de 19 associações não governamentais de controlo do tabaco. Este simpósio analisou a eficácia do trabalho realizado, a troca de experiências, e formas de colaboração futura entre as entidades governamentais e as associações privadas, de modo a existir uma maior eficácia no controlo do tabagismo.

Neste contexto o Director dos Serviços de Saúde, Dr. Lo Iek Long, mencionou que a Lei de prevenção e controlo do tabagismo, que entrou em vigor no dia 1 de Janeiro de 2012, promove o controlo do tabagismo através de diversificados meios, como legislação, aplicação da lei, educação, divulgação e incentivo à cessação tabágica, procedendo à revisão e correcção do trabalho de controlo do tabagismo para que as medidas se tornem mais rigorosas. Por exemplo, através da realização de inspecção nos locais onde é proibido fumar, ajustamento do montante das multas, restrições à venda de tabaco e supervisão de cigarros electrónicos, etc.. Os trabalhos de controlo do tabagismo, que têm sido implementados há muitos anos, têm vindo a obter resultados notáveis, com o apoio da sociedade, dos sectores e da população. No entanto, para concretizar a visão de uma sociedade sem fumo, temos de enfrentar os grandes desafios, incluindo o desenvolvimento do mercado de jovens por parte do sector do tabaco com várias estratégias, o surgimento de novos produtos de tabaco, tais como cigarros electrónicos, entre outros.

O controlo do tabagismo depende do apoio e colaboração dos diversos serviços públicos, dos diversos sectores da sociedade e de todos os residentes de Macau, para que se consiga reduzir o número de fumadores.

Neste simpósio o Dr. Tang Chi Hou, Chefe do Gabinete para a Prevenção e Controlo do Tabagismo, apresentou o “Relatório de acompanhamento e avaliação do Regime de prevenção e controlo do tabagismo 2018-2020”, para que os participantes possam inteirar-se dos trabalhos realizados no âmbito do controlo do tabagismo nos últimos três anos. Os representantes expressaram as suas opiniões sobre a implementação da política de controlo do tabagismo em Macau, a situação de consumo de cigarros electrónicos entre os jovens, promoção de serviços de cessação tabágica e de educação sobre o risco do tabaco, entre outras. A maioria dos convidados presentes no simpósio concorda com a implementação e desenvolvimento da política anti-tabagismo definida pelo Governo da RAEM e as quatro entidades responsáveis pela execução da lei de controlo do tabagismo comprometem-se a reforçar continuamente a sua cooperação, apoiando os trabalho de controlo do tabagismo do Governo, em colaboração com as organizações não governamentais e associações de controlo do tabagismo, no sentido de criar em conjunto um ambiente sem fumo em Macau.

Estiveram presentes no simpósio do controlo de tabagismo os representantes do Corpo de Polícia de Segurança Pública, da Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos da RAEM, do Instituto para os Assuntos Municipais, dos Serviços de Saúde, assim como os representantes das 19 associações não governamentais.

Para consciencializar a população sobre os malefícios do tabaco e do cigarro electrónico, e para promover a cessação tabágica, o “Posto Consultivo do Malefício Provocado pelo Tabagismo”, criado pelos Serviços de Saúde, esteve disponível nos meses de Maio e Junho, aos sábados de tarde, em nove locais de Macau (nomeadamente, Parque Municipal Dr. Sun Yat Sen, Jardim de Luís de Camões, Zona de Lazer da Rua Norte do Patane, Jardim da Flora, Jardim do Mercado do Iao Hon, Zona de Lazer do Edifício Lok Yeung Fa Yuen (Rua do General Ivens Ferraz), Praça da Amizade, Largo Eduardo Marques do Coloane, Jardim da Cidade das Flores na Taipa e espaço lateral), tendo sido realizadas diversas actividades relacionadas com a prevenção do tabaco, tais como prestação de esclarecimentos de dúvidas sobre os malefícios do tabaco, de serviços de medição da pressão arterial, e do teste gratuito de dependência de nicotina destinado a fumadores, bem como apresentação de serviços de consulta externa de cessação tabágica dos Serviços de Saúde.

O tabagismo pode causar doenças de vários sistemas em todo o corpo, incluindo cancros, doenças respiratórias, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, doenças do sistema digestivo, doenças do sistema endócrino, doenças do sistema imunológico, doenças dermatológicas e doenças oculares, podendo aumentar o risco de contrair a COVID-19. Os danos e malefícios causados pelo fumo passivo e do fumo em terceira mão podem até prejudicar amigos e familiares ao seu redor.

Os Serviços de Saúde apelam aos fumadores para se afastarem do tabaco e desistir de fumar o mais rápido possível, de forma a protegerem e proteger os outros.

Os Centros de saúde dos Serviços de Saúde disponibilizam os serviços de cessação tabágica a título gratuito. Caso queiram parar de fumar, os fumadores podem consultar os profissionais de saúde dos Centros de Saúde (através da linha aberta de cessação tabágica: 2848 1238).

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar