SAFP volta a alertar os serviços públicos para as medidas de prevenção da epidemia


Considerando a evolução mais recente da epidemia da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus, a Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública (SAFP) volta a alertar, hoje (dia 7), os serviços públicos, para a necessidade de estarem atentos às medidas de prevenção da epidemia, de modo a prevenirem a sua propagação.

O SAFP enviou hoje um ofício a todos os serviços públicos exigindo-lhes o cumprimento escrupuloso das “Orientações sobre as medidas a adoptar pelos serviços públicos durante o período de combate à epidemia” e das “Recomendações para gestão de pessoas com Código de Saúde de Macau de cor vermelha e amarela”, emitidas pelo SAFP e pelos Serviços de Saúde. Em particular, todas as pessoas que entram no serviço público devem apresentar o “Código de Saúde de Macau” dos Serviços de Saúde. Quando o código de saúde apresentado for de cor vermelha, não será permitido o acesso ao estabelecimento. Quando o código de saúde for de cor amarela e a pessoa necessitar de aceder ao serviço, terá de cumprir as medidas e as exigências de prevenção de epidemia do estabelecimento, e este deve tomar medidas adequadas para reduzir, o mais possível, o contacto das pessoas com código amarelo com outras pessoas, bem como efectuar devidamente os trabalhos de limpeza e de desinfecção.

Concomitantemente, todas as pessoas que entram no local estão sujeitas à medição de temperatura corporal e ao uso de máscara. Os serviços públicos devem, ainda, reduzir a aglomeração dos cidadãos em locais de atendimento e reduzir o contacto próximo entre aqueles e os seus trabalhadores.

Os trabalhadores com código amarelo devem proceder à “auto-gestão de saúde” e suspenderem, sempre que possível, os trabalhos de atendimento, passando a trabalhar na retaguarda.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar