Reforço na divulgação de informações sobre o tempo real de pessoas em espera nas assembleias de voto


O presidente da Comissão de Assuntos Eleitorais da Assembleia Legislativa (CAEAL), Tong Hio Fong, sublinhou, hoje (8 de Setembro), que no dia das eleições da presente edição, serão reforçados os trabalhos de divulgação sobre o tempo real de espera nas diversas assembleias de voto por forma diminuir o tempo que os eleitores permanecem no local e assim reduzir a aglomeração de pessoas e cumprir com os objectivos de prevenção epidémica.

O presidente da CAEAL, Tong Hio Fong, o vogal da CAEAL, Kou Peng Kuan, a adjunta do Comissário Contra a Corrupção (CCAC), Ao Ieong Seong, e o assessor de CCAC, Fong Pak Ian, estiveram presentes, esta manhã, no programa “Fórum de Macau” da Rádio Macau, onde prestaram declarações à comunicação social após o programa.

Tong Hio Fong relembrou os eleitores para, no dia 12 de Setembro, antes de se deslocarem aos locais de voto, estarem atentos ao número de pessoas em espera, divulgado em tempo real pela CAEAL e para votarem num período que haja menos aglomeração de pessoas. A partir das 08h00 no dia das eleições, poderão consultar os diversos locais de voto em tempo real, através da página electrónica das eleições www.eal.gov.mo/votelocations ou da TDM.

Relativamente ao tufão, Tong Hio Fong apontou que a CAEAL continuará a manter contacto com a Direcção dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG), e estará atento à sua trajectória e influência o que poderá trazer a possibilidade de içar o sinal de tufão n.º 8 ou aviso de Storm Surge de alto nível. Caso considerarem alto risco, o processo de votação poderá ser adiado, ou transferido para outras assembleias de voto. Apesar das assembleias de voto reservadas para casos de emergência serem instaladas com antecedência, referiu que ainda necessita de tempo para a sua activação e execução dos procedimentos de transferência. Pelo que, a CAEAL irá tomar uma decisão pelas 18h00 do dia 11 de Setembro.

Ao ser questionado sobre se o acto de manifestar na internet a intenção de voto nulo ou de ter votado nulo poderá causar problemas, o presidente da CAEAL respondeu que o espírito da lei é garantir o sigilo do voto. Os eleitores votam de acordo com a sua própria intenção, e a CAEAL nunca reconhecerá qualquer forma ou propósito de influenciar a intenção de voto e deste modo procederá ao devido acompanhamento de casos específicos para se inteirar da intenção de incomodar a ordem da eleição.

Por sua vez, Ao Ieong Seongrevelou que a CCAC procedeu mais de 7000 inspecções, onde verificou alguns casos com tendência ilegal, como por exemplo, grupos preparados em organizar actividades destinadas a atribuir benefícios, antes de conhecer o seu dever legal da declaração da actividade. Após a CCAC interferir no caso, decidiram cancelar ou suspender a realização das actividades em causa.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar