Chefe do Executivo reúne-se com representantes da União Geral das Associações dos Moradores de Macau para auscultar opiniões sobre as LAG

Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, e os representantes da União Geral das Associações dos Moradores de Macau.

OChefe do Executivo, Ho Iat Seng,teve, hoje (12 de Outubro), na Sede do Governo, um encontro com a presidente da União Geral das Associações dos Moradores de Macau(UGAMM),Ng Sio Lai,e outros membros dos órgãos sociais da entidade,no qual trocaram opiniões e sugestões sobre as Linhas de Acção Governativa (LAG) para o ano financeiro de 2022, as medidas de prevenção e controlo da pandemia, a questão da habitação e outros assuntos relacionados com a vida da população.

A presidente da UGAMM, Ng Sio Lai, disse que a União tem ajudada o governo nas tarefas de luta contra a pandemia, nomeadamente na venda de máscaras, apoio à testagem massiva de ácido nucleico, e alívio da pressão sentida pelos residentes por causa da situação epidémica. Indicou ainda que durante a pandemia, o escritório da UGAMM instalado em Guangdong tem prestado apoio aos residentes de Macau que vivem na Grande Baía, e procedido ao transporte de materiais para os alunos transfronteiriços. Assim, no futuro, os vários serviços deste escritório continuarão a ser reforçados.

Por sua vez, o presidente da direcção, Chan Ka Leong, disse que a UGAMM organizou as opiniões recolhidas dos moradores para elaborar a proposta para as LAG, que apresenta dez sugestões ao governo: proceder bem aos trabalhos de prevenção e controlo da pandemia para garantir a segurança e a vida da população; ponderar, de forma activa, o lançamento de apoios para a recuperação económica de Macau; empenhar na integração de Macau na Grande Baía e impulsionar a construção da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin; acompanhar bem os trabalhos sobre o concurso público para a atribuição de concessões para a exploração de jogos de fortuna ou azar em casino, a fim de um desenvolvimento saudável do sector do jogo; dar impulso às novas indústrias e à diversificação adequada da economia; manter o bem-estar da população e prestar atenção à vida dos residentes em tempos de pandemia; implementar a política de divisão da habitação em cinco classes para resolver o problema habitacional; definir um plano para resolver os problemas das cheias e avançar com os trabalhos de prevenção e redução de catástrofes; acelerar a renovação urbana e aperfeiçoar o ambiente na comunidade; e optimizar as infra-estruturas de transporte e promover meios de deslocação amigos do ambiente.

O mesmo responsável manifestou, em nome da União, o apoio ao empenho do Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) na promoção de uma participação conjunta da sociedade nos trabalhos de elevação da taxa de vacinação, e disse que a UGAMM irá apelar aos moradores para se vacinarem. No âmbito dos benefícios à população, a UGAMM faz votos para que o Executivo mantenha as actuais medidas no próximo ano, nomeadamente o Plano de Comparticipação Pecuniária. Por outro lado, a entidade manifestou preocupação com as questões das inundações no Porto Interior e nas ilhas, e das escolas que funcionam em pódios de edifícios.

O Chefe do Executivo afirmou que o Governo da RAEM tem conseguido manter um bom trabalho de prevenção e controlo da pandemia, sendo a vacinação um meio efectivo para a prevenção da Covid-19. Portanto, instou a UGAMM a ajudar o governo nos apelos à população para que se vacine o mais rapidamente possível, a fim de ficarem reunidas as condições para a recuperação da economia e do sector de turismo. Acrescentou que o Governo da RAEM tem mantido uma comunicação estreita com Guangdong e Hong Kong sobre as medidas de passagem fronteiriça, visando uma normalização da circulação entre as partes e a recuperação da economia local.

Quanto às políticas de habitação, Ho Iat Seng revelou que o governo encontra-se a elaborar a proposta de lei intitulada “Plano de Habitação para a Classe Sanduíche”, e irá avaliar, o mais rápido possível, o planeamento dos vários terrenos para fins habitacionais, acreditando que a questão da procura de casa será resolvida de forma gradual. Relativamente à residência para idosos, o mesmo responsável referiu que este tipo de residência, desenvolvida pelo Executivo, corresponde às várias necessidades habitacionais dos idosos, nomeadamente em termos de dimensão, design e equipamentos. Além disso, Ho Iat Seng afirmou que o governo pretende aproveitar a mesma como um exemplo para impulsionar o desenvolvimento da indústria “big health”, dizendo ainda que gostaria de ver a participação de promotores imobiliários do sector privado envolvidos na construção de residências para idosos.

Relativamente à situação das cheias em algumas zonas de Macau, o Chefe do Executivo respondeu que a entrada em funcionamento da estação elevatória de águas pluviais do norte do Porto Interior alivia o problema, sendo que o governo continua a acompanhar a sua eficácia. Entretanto, as autoridades estão actualmente a estudar a possibilidade de construção de uma estação elevatória para resolver as inundações no sul do Porto Interior, e o projecto da barragem de maré está a decorrer de forma ordenada, incluindo estudos sobre o eventual custo elevado de manutenção e a frequência de utilização.

O mesmo responsável adiantou que não irá haver, no próximo ano, grandes mudanças nos benefícios à população, mas salientou que os planos concretos só ficarão decididos após a conclusão de uma avaliação completa pelo secretário para a Economia e Finanças, Lei Wai Nong.

A secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Elsie Ao Ieong, que marcou também presença no encontro, garantiu que a educação tem um peso importante na acção do Governo da RAEM e que a aposta nela não será reduzida. A mesma responsável fez ainda uma breve apresentação sobre o planeamento dos terrenos para fins educacionais na zona A dos novos aterros, esperando que o mesmo possa resolver a situação das escolas a funcionar em pódios de edifícios.

No encontro, estiveram também presentes a chefe do Gabinete do Chefe do Executivo, Hoi Lai Fong, o director dos Serviços de Estudo de Políticas e Desenvolvimento Regional, Cheong Chok Man, o assessor do Gabinete do Chefe do Executivo, U Man Fong, e a assessora do Gabinete da Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Lo Hou Chi. Da parte da UGAMM, marcaram ainda presença os vice-presidentes, Law Tak Meng, Ho Ion Sang, Sam Iok Ha, e Tsang Zuo Wai, e os vice-presidentes da direcção.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar