Instituto Cultural atribui bolsas de investigação académica Aprovados 4 Projectos


Após um processo de selecção, foram atribuídas quatro Bolsas de Investigação Académica para o ano 2021, aos projectos de investigação de quatro académicos locais e estrangeiros. As Bolsas de Investigação Académica, estabelecidas pelo Instituto Cultural, têm como objectivo estimular o desenvolvimento de estudos académicos originais sobre a cultura de Macau e sobre o intercâmbio entre Macau, o Interior da China e outros países e, ao longo de mais de três décadas, foram atribuídas bolsas a mais de 160 projectos de investigação, resultando na publicação de várias monografias, permitindo não só o reforço do impacto geral desses trabalhos de investigação, como também a promoção do intercâmbio cultural entre Macau, o Interior da China e outros países.

A fim de melhor alinhar o processo de candidatura e selecção com as normas académicas e de incorporar princípios de equidade e justiça, o IC, de acordo com as disposições do Regulamento de Bolsas de Investigação Académica, incumbiu o Instituto de Investigação Social e Cultural da Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau (MUST) de constituir um painel de especialistas para realizar uma avaliação anónima das candidaturas e apresentar um parecer académico não vinculativo à Comissão de Selecção, composta pela Vice-Presidente do IC, Leong Wai Man, pelo Director do Institute of Area Studies da Universidade de Pequim, Qian Chengdan (participação online), pelo Director do Centro de Antropologia Histórica da Universidade Sun Yat-Sen, Liu Zhiwei, pelo Subdirector Executivo da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Chinesa de Hong Kong em Shenzhen, Hao Yufan e pela Chefe da Divisão de Estudos e Publicações do Instituto Cultural, Lam Weng Na. Após consulta dos pareceres dos especialistas e com base numa análise abrangente das 29 candidaturas às bolsas deste ano, a Comissão de Selecção seleccionou quatro projectos, a saber:

1. “Arquitectura Tradicional de Macau em Chunambo — Investigação sobre as suas Técnicas de Construção, Composição e Estratégias de Conservação”, o tema foi apresentado pelo investigador Ip Kin Hong, doutorado em Filosofia (especializado em Conservação de Património) pela Universidade de Tecnologia de Sydney. Focado no estudo do material construtivo tradicional de Macau, o chunambo, com base nas amostras recolhidas nos edifícios históricos de chunambo de diferentes funções e locais, este projecto visa analisar e comparar as propriedades do chunambo, suas origens distintas e explorar os possíveis factores que contribuem para o intemperismo, a fim de propor soluções específicas de protecção e restauração e promover o desenvolvimento das técnicas de restauro e conservação dos edifícios históricos de Macau.

2.“Formação e Evolução das Comunidades de Chineses Retornados em Macau - Estudo da Região Sudeste Asiática (1949–1999)”, uma proposta do investigador Xiang Fang, doutorado em Relações Internacionais (especializado em Relações Internacionais e Governação Global) pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau. O projecto pretende, através da investigação de chineses retornados provenientes da Birmânia em Macau, conhecer as condições de vida dos chineses retornados da região Sudeste Asiática em Macau e os intercâmbios internacionais entre Macau e os países relevantes do Sudeste Asiático na segunda metade do Século XX, bem como realizar uma série de observações e investigações imersivas nas comunidades de chineses retornados.

3. “Os Ritos Taoistas de Macau e o Taoísmo de Lingnan”, um projecto da investigadora Li Jing, doutorada em Literatura (especializada em Filologia Clássica Chinesa) pela Universidade de Fudan. O estudo pretende analisar, de forma holística, os ritos taoistas de Macau que foram herdados até aos dias de hoje, e revelar conotações históricas e culturais do Taoísmo em Macau. Na perspectiva da interacção social regional entre Macau e Lingnan, a pesquisa investiga a evolução dos rituais taoistas de Macau e do Taoísmo de Lingnan e descobre a origem dos rituais taoistas de Macau. O projecto estuda a antiga obra taoista exclusiva de Macau Yu Shan Jing Gong, explorando a origem tradicional dos rituais taoistas de Zhengyi em Macau e na região oeste de Guangdong.

4. “Estará o Património no Menu da Cidade de Gastronomia: Definição e Influência da Gastronomia Macaense”, um projecto do investigador Henrique Fátima Boyol Ngan, doutorado em Psicologia pela Universidade de São José de Macau, em colaboração com Anna Litwin. Focando-se nas receitas existentes de pratos tradicionalmente macaenses é investigado o conteúdo dessas receitas e estudada a percepção da receita em diferentes grupos, de modo a extrair informações relevantes com a ajuda de entrevistas na vertente qualitativa e de questionários na vertente quantitativa, analisando o valor e significado da gastronomia macaense, a partir da perspectiva comercial e cultural.

Os detalhes do “Regulamento de Bolsas de Investigação Académica” e a lista de bolseiros encontram-se disponíveis na página electrónica do Instituto Cultural: www.icm.gov.mo. Para quaisquer esclarecimentos, é favor contactar o Instituto Cultural através do telefone n.º 8399 6441, durante o horário de expediente ou, por correio electrónico, através do e-mail: bolsa.depub@icm.gov.mo.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar