Concluiu-se com sucesso a Competição 928 entre Estudantes Universitários da China e Países de Língua Portuguesa

Foto de grupo dos convidados de honra

A 1.ª edição da Competição 928 entre Estudantes Universitários da China e Países de Língua Portuguesa, organizada pelo Fórum de Macau, a Universidade da Cidade de Macau, a Universidade de Shenzhen e a Universidade das Nações Unidas em Macau, foi concluída com sucesso em Macau, a 30 de Outubro de 2021.

O evento teve como objectivo enriquecer o conhecimento dos estudantes universitários sobre as oportunidades comerciais oferecidas por Macau enquanto Plataforma, em prol de criação das redes de contacto e parcerias de cooperação no âmbito de empreendedorismo entre as 9 cidades e 2 Regiões Administrativas Especiais localizadas na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, juntamente com os 8 Países de Língua Portuguesa. Desta forma, pretende-se promover o desenvolvimento sustentável e a cooperação contínua entre a China e os países lusófonos.

A inscrição online da Competição 928 começou desde o mês de Setembro do corrente ano e contou com a participação aproximada de 800 estudantes universitárias da China e dos Países de Língua Portuguesa. A competição arrancou com um programa de formação online para os participantes poderem conhecer o desenvolvimento aprofundado sobre o desenvolvimento económico da Grande Baía da China e dos países lusófonos, assim como as oportunidades de negócios emergentes. No final do programa, 89 equipas apresentaram as suas propostas comerciais. Vinte mentores e o júri seleccionaram as 16 melhores equipas com maior competitividade para a fase final. E a final foi disputada a 30 de Outubro no Complexo da Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

O grande vencedor da competição foi uma equipa da Universidade do Porto que propôs o desenvolvimento de uma vacina ProBio para a aquacultura, o que pode ajudar a diminuir as perdas anuais de 1,2 mil milhões de dólares americanos na indústria da aquacultura.

A Universidade Lusófona da Guiné-Bissau ficou em segundo lugar com uma ideia de negócio sobre o desenvolvimento de um sistema de energia solar na remota região de Gabu.

Por fim, duas equipas ficaram empatadas em 3º lugar, nomeadamente a Universidade Politécnica Normal de Guangdong (GPNU) e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). A equipa da GPNU propôs um produto de Medicina Tradicional Chinesa para prevenir doenças cardiovasculares, baixar a tensão arterial e melhorar a circulação sanguínea, direccionado para o mercado de Portugal. A equipa da UERJ, por sua vez, propôs a produção de biofertilizantes a partir dos resíduos da queima da casca de arroz da China.

O júri considerou que todos os projectos apresentados na fase final podem ser desenvolvidos ainda mais e incentivaram as equipas a prosseguir as suas ideias. Os organizadores acreditam que essa competição possa ser útil no sentido de fomentar o horizonte internacional entre os estudantes e a criação de futuros líderes.

O evento contou ainda com a presença dos convidados de honra, entre os quais se destacam o Secretário-Geral Adjunto do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dr. Paulo Jorge Rodrigues do Espírito Santo, o Vice-Reitor da Universidade da Cidade de Macau, Dr. Zhou Wanlei, o Chefe do Departamento de Investigação da Universidade das Nações Unidas em Macau, Dr. Serge Stinckwich e juntamente com os delegados dos Países de Língua Portuguesa acreditados no Secretariado do Fórum de Macau.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar