Reforço da cooperação nos trabalhos de prevenção epidémica e prevenção criminal entre a DICJ, a Polícia Judiciária e as concessionárias de jogo

O chefe substituto do Departamento de Inspecção de Jogos, Alexandre Alves Rodrigues (segundo da direita), o chefe da 1.ª Divisão de Inspecção, Paulo Basaloco (primeiro da direita), o chefe do Departamento de Investigação de Crimes relacionados com o Jogo e Económicos da PJ, Sou Sio Keong (segundo da esquerda), o chefe da Divisão de Investigação de Crimes relacionados com o Jogo da PJ, Chan Chong In (primeiro da esquerda) e os representantes dos departamentos de segurança das seis concessionárias de jogo participaram na reunião trimestral.

A DICJ, a Polícia Judiciária (PJ) e os departamentos de segurança das seis concessionárias de jogo realizaram, no dia 9 de Novembro, uma reunião de trabalho trimestral, com vista a uma compreensão mais aprofundada do trabalho de segurança de cada uma das concessionárias de jogo, permitindo uma melhor coordenação com as actuais políticas de prevenção epidémica e de prevenção criminal do Governo da RAEM, promovendo conjuntamente o desenvolvimento sustentável e saudável do sector do jogo de Macau.

A DICJ reconhece os esforços envidados pelas concessionárias de jogo nos trabalhos de prevenção epidémica

A fim de proteger a saúde de todos os clientes e funcionários dos casinos durante o período entre Agosto e Outubro deste ano, em que se verificou um aumento no número de casos diagnosticados de COVID-19 em Macau, a DICJ reforçou as acções de fiscalização nos casinos, incentivando as concessionárias de jogo a cumprirem rigorosamente as directrizes de prevenção epidémica e a implementarem adequadamente as diversas medidas de prevenção da epidemia. Entre elas, a verificação contínua dos códigos de saúde, em tempo real, à entrada dos casinos tem-se revelado particularmente eficaz. As concessionárias de jogo têm conseguido impedir, com sucesso, a entrada de muitas pessoas com códigos de saúde vermelho e amarelo, reduzindo eficazmente o risco de propagação do vírus nos casinos. Além disso, as concessionárias de jogo têm também cooperado activamente nos trabalhos de testagem massiva da população, implementada pelo Governo, disponibilizando, nas suas instalações, 10 postos de teste de ácido nucleico, facilitando a recolha das amostras a cidadãos e turistas.

Reforço da cooperação no combate a crimes de jogo em rede

Desde o início do ano, a PJ tem vindo a intensificar o combate aos crimes de burla com “notas de treino” (notas que são utilizadas para treino de contagem de dinheiro), cuja prática, através de redes criminosas, tem vindo a aumentar. Em Abril, a PJ e as autoridades do Interior do País, numa operação conjunta, desmantelaram com sucesso uma rede criminosa que se dedicava à prática de crimes de burla com “notas de treino”. Posteriormente, após o mês de Maio, registou-se apenas um caso, o que denota a eficácia desta operação. Por outro lado, têm-se registado com maior frequência crimes mais relevantes de burla relacionados com a troca de dinheiro, em que os burlões têm vindo a utilizar técnicas mais arrojadas. A PJ tem efectuado acções de investigação regulares, e através do mecanismo de comunicação de 24 horas com os departamentos de segurança das concessionárias de jogo, tem vindo a identificar de forma mais eficaz os seus autores, o que tem permitido uma rápida resolução dos casos. Pode assim verificar-se a extrema importância da cooperação das concessionárias de jogo com as autoridades no combate aos crimes relevantes, devendo fortalecer-se esta cooperação, tendo em vista uma redução do número de crimes relevantes no futuro.

Aperfeiçoamento contínuo dos trabalhos por meio de reuniões de trabalho interactivas

Com o intuito de cooperar no combate aos crimes relacionados com o jogo, nomeadamente as trocas ilegais de dinheiro, a DICJ, a PJ e as concessionárias de jogo estabeleceram um mecanismo eficaz de trabalho. Através de reuniões de trabalho regulares, as três partes têm vindo a aperfeiçoar continuamente a troca de informações, dos procedimentos de trabalho e da cooperação mútua, exercendo um bom trabalho na prevenção e controlo epidémico e combatendo conjuntamente os crimes relacionados com o jogo, para garantir a segurança e o desenvolvimento saudável do sector do jogo de Macau.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar