Macau recebeu mais 26.6 por cento de visitantes na semana dourada do Ano Novo Chinês, ultrapassando pela primeira vez um milhão com mais de 1,2 milhões de visitantes

Durante os sete dias de feriado da semana dourada pelo Ano Novo Lunar no Interior da China (4 a 10 de Fevereiro), de acordo com estatísticas preliminares, Macau recebeu mais de 1,21 milhões visitantes (excluindo já trabalhadores não-residentes e estudantes), num aumento de 26.6 por cento, em comparação com a semana dourada do Festival da Primavera do ano passado. A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) aproveitou o período da semana dourada para testar um novo aplicativo de turismo inteligente para prever o fluxo de pessoas, com as previsões a basicamente igualarem a situação real.

O mercado da Grande China representou 95,1 por cento do número total de visitantes, atingindo 1,15 milhões de entradas, mais 27,3 por cento, em comparação com igual período no ano passado. Entre os visitantes da Grande China, 899 mil visitantes vieram do Interior da China, correspondendo a 74,1 por cento do total dos visitantes, num aumento de 25,6 por cento. Os visitantes de Hong Kong totalizaram 231 mil entradas, subindo 34,8 por cento. A região de Taiwan registou 23 mil visitantes, numa subida de 23,8 por cento. Por outro lado, os mercados internacionais verificaram uma subida de 14,2 por cento, em comparação com igual período no ano passado, com 59 mil visitantes.

Entradas de visitantes

2018

2019

Taxa de variação

Semana dourada do

Ano Novo Chinês

958,545

1,213,487

26.6%

O duplo dígito do aumento do número de visitantes na semana dourada pelo Ano Novo Lunar ultrapassou as previsões, impulsionado sobretudo pela abertura da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, que originou uma forte subida no número de visitantes dos dois principais mercados de visitantes de Macau (Interior da China e Hong Kong), sobretudo com Hong Kong a aumentar mais de 30 por cento, a par com os visitantes internacionais, que subiram 14.2 por cento. Por outro lado, também contribuíram outros factores favoráveis como o bom tempo no período do Festival da Primavera, a par com a diversidade de actividades festivas organizadas, os novos complexos de entretenimento turístico e o ambiente festivo tradicional, entre outros factores favoráveis.

Macau conta actualmente um total de 40.109 quartos de hotéis e pensões. De acordo com dados fornecidos pelos operadores hoteleiros, no período da semana dourada, os estabelecimentos hoteleiros (hotéis e pensões) registaram uma taxa média de ocupação diária na ordem dos 96,7 por cento, marcando uma subida de 2,2 pontos percentuais em relação ao mesmo período no ano passado.

Os dados fornecidos pelos operadores do sector hoteleiro mostram que a taxa média de ocupação registada pelos hotéis de cinco estrelas foi de 97,6 por cento, uma subida de 1,7 pontos percentuais, dos hotéis de quatro estrelas 95,0 por cento, mais 0,6 pontos percentuais, dos hotéis de três estrelas 98,6 por cento, mais 6,5 pontos percentuais, dos hotéis de duas estrelas 87,3 por cento, mais 2,4 pontos percentuais, e das pensões 81,1 por cento, num aumento de 3,5 pontos percentuais.

Estabelecimentos hoteleiros

Taxa de ocupação

Variação em pontos percentuais

5 estrelas

97,6%

+1,7

4 estrelas

95,0%

+0,6

3 estrelas

98,6%

+6,5

2 estrelas

87,3%

+2,4

Pensões

81,1%

+3,5

Durante a semana dourada, o preço médio por quarto dos estabelecimentos hoteleiros (hotéis e pensões) foi de 1.917,8 patacas, registando uma descida de 1,7 por cento. O preço médio por quarto dos hotéis de cinco estrelas foi de cerca de 2.153,6 patacas, menos 1,9 por cento, dos hotéis de quatro estrelas cerca de 1.599,0 patacas, menos 2,3 por cento, dos hotéis de três estrelas cerca de 1.510,9 patacas, menos 2,3 por cento, dos hotéis de duas estrelas foi de cerca de 1.284,9 patacas, mais 7,8 por cento, e das pensões foi de cerca de 879,9 patacas, igualando o valor de 2018.

Estabelecimentos hoteleiros

Preço por quarto

Taxa de variação

5 estrelas

MOP 2.153,6

-1,9%

4 estrelas

MOP 1.599,0

-2,3%

3 estrelas

MOP 1.510,9

-2,3%

2 estrelas

MOP 1.284,9

+7,8%

Pensões

MOP 879,9

+0,0%

Previsões de aplicativo de fluxo de pessoas basicamente idênticas a situação real

A DST aproveitou a semana dourada do Ano Novo Chinês que agora terminou para testar um aplicativo de turismo inteligente para fazer a previsão do fluxo de visitantes, antecipando a situação do fluxo de pessoas em vários pontos turísticos. Os resultados obtidos basicamente igualaram a situação real. Com base nos resultados do teste serão agora feitos alguns pequenos ajustamentos ao aplicativo. Por outro lado, a DST reunirá ainda com o Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP) para troca de ideias sobre o aplicativo de previsão do fluxo de visitantes, e de como este pode ser sincronizado e apoiar a aplicação do sistema de controlo de multidões do CPSP e vice-versa.

Entre 5 e 11 de Fevereiro, o Sistema de Troca de Informações Turísticas Durante a Semana Dourada pelo Ano Novo Chinês entre a DST e o Departamento de Cultura e Turismo de Guangdong permaneceu activo, tendo funcionado fluidamente, com os dois lados a assegurarem o trabalho de acolhimento durante o Festival da Primavera.

Durante a semana dourada, a DST realizou 75 acções de inspecção nos postos fronteiriços e pontos de atracção turística, não tendo detectado situações de infracções em excursões turísticas. Simultaneamente, em conjunto com o CPSP, a DST realizou duas acções de inspecção conjuntas a fracções autónomas suspeitas de prestação ilegal de alojamento.

No período do Festival da Primavera, a DST recebeu 18 queixas e pedidos de assistência, referentes a tarifas de táxis, atitude do serviço, preços dos restaurantes, poluição sonora, perda de bagagem, queda, entre outros, que foram acompanhados pela DST ou reencaminhados para as entidades competentes.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar