Diagnosticados seis casos de infecção colectiva de gripe em escolas – Serviços de Saúde

Os Serviços de Saúde foram notificados, sexta-feira (1 de Março), para a detecção de seis casos de infecção colectiva de gripe em seis escolas e 2 novos caso de gripe acompanhados com pneumonia ou outras complicações.

O actual nível da actividade da gripe, em Macau, reduziu significativamente quando comparado com os valores registados em meados de Janeiro, mas ainda indicam a sua presença no território. A possibilidade de ocorrência infecções colectivas em escolas mantêm-se e não está excluída a possibilidade de ocorrerem casos grave. Os Serviços de Saúde continuam a acompanhar de perto a epidemia de gripe em Macau e a ajustar as suas estratégias de prevenção e controlo em tempo oportuno conforme a situação epidémica.

Desde Setembro de 2018 até ao momento, foram registados, em Macau, 73 casos de gripe acompanhados de pneumonia ou de outras complicações, entre estes ocorreram10 casos graves (2 dos quais crianças e 8 adultos) e 2 casos mortais. Dos 73 casos, mais de 80% não tinham administrado a vacina contra a gripe. Neste momento, ainda se encontram hospitalizados nove (9) pacientes, cujo estado clínico é considerado estável.

Casos de infecção colectiva: O primeiro caso foi diagnosticado em quatro (4) alunas e um (1) professor estagiário, com idades compreendidas entre os cinco (5) e os vinte e seis (26) anos de idade. Dois (2) alunos são do sexo masculino e três (3) do sexo feminino todos da turma K3B da 1aEscola do Colégio Diocesano de São José, situado no Largo de Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, .

O segundo caso colectivo foi diagnosticado em catorze (14) alunos, dois (2) meninos e doze (12) meninas, com idades compreendidas entre três (3) e quatro (4) anos da turma Panda do Colégio de Santa Rosa de Lima (Secção Inglesa), situado na Rua de Santa Clara da Praia Grande

O terceiro caso foi diagnosticado em quatro (4) alunos, um (1) menino e três (3) meninas, todos com nove (9) anos de idade da turma Bondade da P3 da Escola Católica Estrela do Mar, situada na Rua do Padre António

O quarto caso foi diagnosticado em seis (6) alunos, quatro (4) meninos e duas (2) meninas, todos com oito (8) anos de idade da turma P2C do Colégio de Baptista de Macau, situada na Rua Central da Areia Preta

O quinto caso foi diagnosticado em seis (6) alunos, dois (2) meninos e três (3) meninas, todos com seis (6) anos de idade da turma P1A da Escola Pui Wa, situado na Rua do Minho da Taipa

O sexto caso foi diagnosticado em treze (13) alunos, cinco (5) menino e oito (8) meninas, com idades compreendidas entre novo (9) e dez (10) anos da turma P4D da Escola Sagrada Família, situada na Rua de Brás da Rosa

Desde o dia 21 e progressivamente os alunos manifestaram sucessivamente sintomas de infecção do tracto respiratório como febre, tosse, entre outros. Alguns dos alunos infectados foram submetidos a tratamento em instituições de saúde, dos quais, um paciente do Colégio da Santa Rosa de Lima (Secção chinesa) e uma criança da Escola Pui Wa necessitaram de internamento hospitalar devido a febre alta persistente. O estado clínico de ambos é considerado estável. O estado clínico de todos os restantes pacientes é ligeiro, não foram registados casos nem complicação graves. Parte dos pacientes tinha sido submetidos à vacina contra a gripe sazonal de 2018-2019.

Os Serviços de Saúde já procederam à colheita de amostras do sistema respiratório para análises laboratoriais. A escola já aplicou medidas de controlo, como o reforço na desinfecção, limpeza e manutenção da ventilação de ar no interior das instalações, assim como o cumprimento rigoroso da norma que os alunos doentes não podem ir à escola.

Os Serviços de Saúde pretendem sensibilizar os cidadãos que a adopção das medidas de prevenção que se seguem poderá diminuir a infecção da gripe e de outras doenças do tracto respiratório superior:

  1. Vacinar-se anualmente contra a gripe sazonal;
  2. Assegurar que todos os membros do agregado familiar têm um sono adequado, uma alimentação equilibrada e uma prática frequente de desporto;
  3. Manter o hábito de uma boa higiene pessoal e lavar frequentemente as mãos;
  4. Cobrir a boca e o nariz ao espirrar ou tossir, bem como manusear cautelosamente as secreções orais e nasais expelidas com um lenço de papel e deitá-lo num caixote de lixo com tampa e depois limpar imediatamente as mãos; Se não tiver um lenço, cobrir a boca e o nariz com o antebraço, em vez de usar as mãos;
  5. Manter uma boa ventilação de ar e uma boa higiene ambiental;
  6. Evitar o deslocamento a locais lotados;
  7. Usar máscara no caso de ter sintomas de gripe, de necessitar de cuidar de doentes ou de recorrer a um hospital ou clínica;
  8. Em caso de indisposição, recorrer de imediato a um médico e permanecer no domicílio para descanso.

Para informações detalhadas, os interessados podem consultar a página electrónica dos Serviços de Saúde (http://www.ssm.gov.mo/csr/) ou ligar para a linha aberta de informações dos Serviços de Saúde (28 700 800).



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar