Serviços de Saúde: Diagnosticado em Macau caso importado de Febre de Chikungunya

Os Serviços de Saúde foram notificados hoje (Dia 4 de Outubro) do diagnóstico, em Macau, de um caso importado de Febre de Chikungunya, apelando aos cidadãos para prestarem atenção à sua prevenção.

A doente é uma trabalhadora não residente, da nacionalidade birmanesa, com 25 anos de idade e que vive na Travessa da Assunção da Rua da Praia do Manduco em Macau. A paciente esteve no Myanmar a visitar a família entre 1 de Setembro e o dia 19 de Setembro. Desde 17 de Setembro, manifestou sintomas como febre, dores musculares e dores de articulações, pelo que recorreu a instituição médica no Myanmar. Os sintomas atenuaram após tratamento. No dia 19 de Setembro, regressou a Macau e deslocou-se ao Serviço de Urgência do Hospital Kiang Wu devido às erupções cutâneas no corpo. Esta sexta-feira foi confirmado pelo Laboratório de Saúde Pública a Febre de Chikungunya.

De acordo com a história de viagem, as deslocações na área afectada e o período de aparecimento dos sintomas, o caso foi classificado como caso importado de Febre de Chikungunya. A paciente já não manifesta febre e o estado clínico é estável. Os indivíduos com quem o paciente vive e os seus colegas não apresentam sintomas semelhantes.

Os Serviços de Saúde enviarão funcionários para a área de residência do paciente para realizar eliminação de mosquitos e apelam aos vizinhos para que cooperem com os agentes para tomar medidas contra mosquitos.

Em termos estatísticos, este é o 3.º caso importado em Macau neste ano Febre de Chikungunya.

A febre de Chikungunya é uma doença viral que se transmite através de Aedes albopictus ou Aedes aegypti. As manifestações clínicas da febre de Chikungunya e as suas formas de transmissão são semelhantes às da febre de dengue. Geralmente a doença não é fatal, no entanto, a dor nas articulações pode ser tão grave que afecta as actividades dos doentes podendo durar semanas ou meses.

As formas de transmissão e prevenção da Febre de Chikungunya são semelhantes às da Febre de Dengue, os Serviços de Saúde apelam aos cidadãos para prestarem atenção à limpeza das águas estagnadas no exterior e interior das casas, com vista a eliminar a proliferação dos mosquitos; aplicar repelentes antimosquito nas partes expostas do corpo, quando permanecerem em lugares com muitos mosquitos, evitando ser picados por estes.

Em caso de viagem para territórios do sudeste asiático com surto desta doença, devem vestir roupas com mangas compridas e alojar-se em sítios com ar condicionado e instalações anti-mosquito. Quando permanecerem ao ar livre, devem aplicar um repelente anti-mosquito. Quando manifestarem sintomas de febre, devem recorrer de imediato à consulta médica. Também apelam a todos os médicos para prestar atenção aos casos suspeitos da doença em apreço, se aparecer um caso suspeito, devem imediatamente informar e proceder ao exame.

O Laboratório de Saúde Pública dos Serviços de Saúde pode proceder à análise laboratorial da Febre de Chikungunya para todos os organismos de saúde locais.

Para mais informações, os cidadãos podem recorrer à linha verde n.o 28 700 800 ou navegar no sítio electrónico dos Serviços de Saúde: http://www.ssm.gov.mo/csr/



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar