Resultados do inquérito às necessidades de mão-de-obra e às remunerações referentes ao 4º trimestre de 2019 – Sector das lotarias e outros jogos de aposta


Os Serviços de Estatística e Censos divulgam os resultados referentes ao quarto trimestre de 2019 do Inquérito às Necessidades de Mão-de-Obra e às Remunerações do Sector das Lotarias e Outros Jogos de Aposta. O âmbito do inquérito exclui os promotores e colaboradores de jogos.

No fim do quarto trimestre de 2019 o sector das lotarias e outros jogos de aposta tinha 58.225 trabalhadores a tempo completo (+1,7%, face ao fim do quarto trimestre de 2018), dos quais 25.459 eram “croupiers” (+3,0%).

Em Dezembro de 2019 a remuneração média (excluindo as participações nos lucros e os prémios) dos trabalhadores a tempo completo no sector das lotarias e outros jogos de aposta cifrou-se em 24.640 Patacas, correspondendo a um acréscimo de 3,8%, em termos anuais. Salienta-se que a remuneração média dos “croupiers” se situou em 21.080 Patacas, isto é, registou-se um crescimento de 3,1%.

No fim do trimestre em análise existiam 443 postos vagos no sector das lotarias e outros jogos de aposta, ou seja, menos 878, face ao fim do quarto trimestre de 2018. Refira-se que a maioria das vagas (34,7%) destinava-se aos “empregados administrativos” (77 destas vagas pertenciam aos “croupiers”), seguindo-se as vagas destinadas ao “pessoal dos serviços e vendedores” (31,4%).

Em relação aos requisitos de recrutamento, 48,8% das vagas requeriam experiência profissional, 74,7% exigiam habilitações académicas inferiores ou iguais ao ensino secundário complementar, 68,4% requeriam o domínio do mandarim e 49,4% exigiam o do inglês.

Durante o quarto trimestre de 2019 foram recrutados 1.294 trabalhadores, registando-se um decréscimo significativo de 25,5%, face ao quarto trimestre de 2018 (1.737 trabalhadores). A taxa de vagas (0,8%) e a taxa de recrutamento de trabalhadores (2,2%) desceram 1,5 e 0,8 pontos percentuais, respectivamente, em termos anuais. Estes indicadores reflectem um abrandamento da procura de mão-de-obra no sector das lotarias e outros jogos de aposta.

Quanto à formação profissional, no sector das lotarias e outros jogos de aposta 115.130 participantes frequentaram cursos de formação profissional fornecidos pelas empresas do jogo (nomeadamente, cursos organizados pelas empresas ou realizados em conjunto com outras instituições, ou subsidiados pelas empresas), correspondendo a um aumento de 38,3%, em termos anuais. Realça-se que a maioria dos formandos participou nos cursos de “comércio e gestão” (51,0%), seguindo-se os formandos dos cursos de “lotarias e entretenimento” (20,7%). A maior parte dos cursos de formação profissional foi organizada pelas empresas do jogo e o número de participantes nestes cursos representou 97,5% do total.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar