Resposta do Governo da RAEM (RPC) à secção sobre Macau no "Relatório sobre Direitos Humanos 2019" do Departamento de Estado dos EUA


Em resposta ao pedido de informação solicitado pela comunicação social, sobre a parte concernente à secção sobre Macau no “Relatório sobre Práticas de Direitos Humanos por País relativo ao ano de 2019”, publicado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos da América, o Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) assinala o seguinte:

Nos vinte anos desde o Regresso de Macau à Pátria, o princípio “um país, dois sistemas” tem conquistado inúmeros sucessos a olhos vistos na RAEM. A Constituição e Lei Básica concederam amplos direitos e liberdades, de forma inaudita, aos cidadãos da RAEM. Trata-se de um facto reconhecido publicamente, por qualquer pessoa livre de preconceitos. A secção referente a Macau, no relatório da parte norte-americana é tendenciosa, produto de arrogância e preconcepções políticas.

O Governo da RAEM reitera a sua firme oposição ao Departamento de Estado o qual através do “Relatório sobre Direitos Humanos” procura interferir nos assuntos internos da RAEM e da política doméstica da RPC.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar