População reage com entusiasmo às inscrições para “Formação subsidiada” DSAL dá continuidade à colocação profissional

Pessoal da DSAL supervisiona entrevistas e testes de técnicas

O “Plano para aumento de aptidões e formação profissional” sob a modalidade de “formação subsidiada” foi implementado pela Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) no dia 16 deste mês. Este Plano cuja directriz principal é empregar com sucesso seus participantes, tem como objectivo a redução efectiva, através da combinação da formação com a conjugação de emprego, das dificuldades na procura de emprego e na vida dos participantes.

Na primeira fase, foram organizadas 15 turmas de formação para 7 modalidades do sector da construção, designadamente electricista, pintor, estucador, carpinteiro, soldador, assistente de operações de gruas montadas em camiões e chefia de ajudante de obras, tendo sido proporcionadas 300 vagas.

O período para inscrição nos cursos é de 16 a 23 de Março. Tendo em consideração o elevado número de inscrições, a DSAL organizou de imediato, já que as condições o permitiram, mais duas edições para o curso de carpintaria destinados a residentes de Macau. No primeiro dia, um total de 454 pessoas inscreveram-se nos diversos cursos, tendo todas as 340 vagas oferecidas sido preenchidas. As três modalidades mais procuradas foram, segundo a ordem, electricista, chefia de ajudante de obras e assistente de operações de gruas montadas em camiões. Neste momento, a DSAL está empenhada nos procedimentos de selecção de formandos, para assegurar que as aulas terão início no final deste mês.

Por outro lado, a DSAL vai continuar a prestar apoio aos residentes de Macau que precisam de emprego, encontrando-se neste momento a fazer a conjugação de emprego para os trabalhadores da construção que agora precisam de um emprego por terem sido afectados pela epidemia. Durante o período compreendido entre 17 de Fevereiro e 19 de Março, a DSAL conseguiu a colocação de 412 trabalhadores para o seguinte: estucador, servente, pintor, carpinteiro, trabalho com gesso, entre outros. Além disso, a DSAL também está empenhada na conjugação de emprego e no encaminhamento profissional de trabalhadores de diversos sectores, com o fim de garantir o emprego contínuo dos residentes de Macau, bem como a sua prioridade no acesso ao emprego.

Para estabilizar o ambiente profissional de Macau e apoiar os residentes no emprego, a DSAL está, neste momento, a fazer gradualmente a conjugação de emprego respeitante a um total de 2600 ofertas de emprego de grandes empresas de lazer, as quais incidem sobre vários tipos de trabalho, nomeadamente limpeza, empregados de mesa, recepcionista, segurança, cozinheiro, reparação em obras, etc…

Os residentes de Macau interessados naquelas ofertas de emprego das empresas de lazer podem aceder à página electrónica da DSAL www.dsal.gov.mo para se inscreverem online, ou, conforme as suas necessidades, comparecer nos diversos locais de trabalho destes Serviços para registar o seu pedido de emprego, sendo certo que a DSAL fará, com a maior brevidade possível, a respectiva conjugação de emprego, a fim de ajudar os residentes na procura de emprego.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar