Preço do arroz apresenta estabilidade em supermercados Investigação de preços passa a realizar-se duas vezes por semana

CC recolhe preços em 44 supermercados.

O relatório da investigação de preços em supermercados, actualizado pelo Conselho de Consumidores (CC) no dia 6 de Maio, reflecte que o preço médio do arroz registou uma descida ligeira comparativamente à investigação anterior (dia 3 de Maio), enquanto o preço dos enlatados e óleo alimentar se mantém estável, sendo que apenas algumas marcas de óleo alimentar ficaram 1% a 3% mais caras em alguns supermercados sitos na Freguesia de Santo António. Resumindo os dados recolhidos, verifica-se que cerca de 40% dos produtos investigados não registaram oscilação de preços, bem como mais de 30%, nomeadamente arroz e cereais, sofreram descida no preço e cerca de 30%, como produtos de limpeza doméstica, registaram uma aumento de preço entre 1% e 2%.

No sentido de garantir maior transparência nos preços em supermercados, o CC aumentou a frequência da investigação passando a actualizar o relatório da mesma duas vezes por semana.

O CC recomenda que os consumidores consultem o relatório da investigação de preços em supermerecados antes de ir às compras, assim como que recorram ao Posto das Informações de Preços em Macau ou à sua aplicação informática para verificar o preço mais baixo dos produtos pretendidos e a sua diferenciação de preços. Agora os consumidores podem consultar o referido relatório através dos seguintes meios:

1. “Posto das Informações de Preços dos Produtos à Venda nos Supermercados” na página electrónica do CC (www.consumer.gov.mo);

2. Aplicação informática “Posto das Informações de Preços em Macau”;

3. Ligação (https://www.consumer.gov.mo/api02/nyreport.aspx).

O relatório da investigação de preços em supermercados divulga os preços de cerca de cem produtos, de 6 categorias, encontrados à venda em 44 supermercados locais, com vista a permitir que os consumidores comparem preços. Caso verifique anomalia na investigação, o CC irá tomar medidas apropriadas para proteger os direitos e interesses dos cidadãos no âmbito de consumo.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar