Chefe do Executivo exige a todos os serviços públicos a concretização e execução dos trabalhos das Linhas de Acção Governativa deste ano

Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, presente na "sessão de discussão: execução e seguimento do trabalho governativo em 2020".

O Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, afirmou, hoje (9 de Maio), que o Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) já anunciou as Linhas de Acção Governativa (LAG) para o ano de 2020, tendo apresentado, à Assembleia Legislativa e à sociedade local, os compromissos para o exercício da nova acção governativa, pelo que todos os serviços públicos devem desempenhar as suas funções para concretizar e executar, devidamente, os trabalhos definidos nas LAG que estejam relacionados com as atribuições de cada um.

Ho Iat Seng esteve hoje, pelas 10h00, na Sala de Reuniões do Centro de Convenções do Centro de Ciência de Macau, para realizar, com os dirigentes dos serviços públicos, a “sessão de discussão: execução e seguimento do trabalho governativo em 2020”.

Na sessão de intercâmbio, que durou duas horas, o Chefe do Executivo indicou que ele e os secretários já se deslocaram à Assembleia Legislativa para apresentar os trabalhos governativos definidos para os próximos sete meses, tendo, na altura, havido um compromisso, perante a população, com as tarefas a serem realizadas dentro deste ano.

Assim, aproveitando este encontro para “uniformizar o pensamento governativo”, Ho Iat Seng exigiu a todos os serviços públicos a concretização e execução indispensáveis das LAG para 2020, especialmente no que diz respeito aos conteúdos relacionados com as suas próprias funções. Frisou que cada serviço deve tomar a iniciativa de, seguindo o plano e as etapas definidas, concretizar os trabalhos nos próximos sete meses, e, caso se deparem com alguma dificuldade durante esse processo, os superiores irão de certeza prestar-lhes apoio.

A agenda da reunião incluiu ainda assuntos como a promoção do governo electrónico e a poupança das despesas públicas. O Chefe do Executivo afirmou que, na implementação do governo electrónico, os diversos serviços públicos registaram alguns avanços, no entanto, para prevenir situações de “isolamento de informações”, o próximo passo terá de ser o reforço da partilha e interacção de dados na linha horizontal, isto é, entre os serviços públicos. Além disso, é preciso conhecer melhor as necessidades e premências dos residentes, uma vez que apenas desta forma se poderá promover eficazmente o governo electrónico, permitindo à população aperceber-se dos avanços implementados.

Ho Iat Seng realçou que o impacto da situação epidemiológica da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus na economia de Macau deste ano vai ser severo e, por consequência, as receitas do governo irão descer significativamente. Por isso, os serviços públicos devem “gastar apenas quando precisam”, poupando as despesas públicas, particularmente as despesas administrativas relacionadas com recepções, lembranças, visitas ao exterior, entre outros.

O Chefe do Executivo aproveitou ainda a ocasião para agradecer, uma vez mais, aos serviços públicos e a todos os trabalhadores da função pública pelos esforços e contributos durante a situação epidémica, sublinhando que apenas alguns meses de prevenção e controlo da epidemia permitiram a constatação, de uma forma evidente, dos resultados da cooperação inter-departamental.

A sessão de intercâmbio contou com a presença dos titulares dos principais cargos, que também usaram da palavra, no âmbito do acompanhamento e implementação das LAG. Um total de cerca de 260 pessoas esteve presente hoje no encontro, incluindo a chefe do Gabinete do Chefe do Executivo e assessores, os chefes e assessores dos gabinetes dos secretários e os dirigentes dos serviços públicos.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar