“Os 100 Anos do Partido Comunista da China – Exposição de Fotografia de Celebração do 100.º Aniversário do Partido Comunista da China” acolheu a assistência de mais de 40,000 pessoas

Visita de trabalhadores de serviços do Secretário para a Administração e Justiça Cheong Weng Chon à exposição

Ficou bem-sucedida a Exposição de Fotografia de Celebração do 100.º Aniversário do Partido Comunista da China, cujo período é até esta tarde ( dia 15 de Julho). Ao longo destes 23 dias, o evento acolheu a presença de 43,735 pessoas. Segundo as entidades da organização, estes dados revelam que os residentes de Macau ficaram satisfeitos com a liderança do Partido Comunista Chinês e acreditam em que o país vai ficar cada vez mais próspero.

A referida exposição foi organizada por parte das diversas entidades: o Gabinete de Informação do Conselho de Estado da República Popular da China, o Governo da Região Administração Especial de Macau (RAEM), o Gabinete de Ligação do Governo Central na RAEM, a Fundação Macau e a Nam Kwong União Comercial e Industrial, Limitada. Na exposição de 298 fotografias, dividia-se em quarto partes, onde se revelavam os grandes períodos históricos do PCC e os contributos do PCC para a nação chinesa.

As diversas escolas, associações, entidades públicas e privadas locais organizaram já grupos de alunos para efectuarem uma visita à exposição e as entidades de organização agradeceram os apoios dos diversos sectores. O bom acolheimento demonstra o orgulho de ser chinês e o reconhecimento dos residentes de Macau para com a Pátria e o PCC. Sob a liderança do PCC, o povo chinês fica cada vez mais rico e forte e o nosso país vai conquistar os maiores sucessos e a RAEM também continuará a ser próspera.

Segundo as entidades da organização, a exposição relembrava aos residents a história do PCC e o grande espírito do ascendente da revolução, reforçando assim a base de “Amor a Pátria, Amor a Macau” no seio da sociedade, nomeadamente, nos jovens, tudo isto com vista a permitir à RAEM integrar-se no desenvolvimento do país e melhorando o funcionamento do regime “Um país, dois sistemas”.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar