Aumento gradual de visitantes de Macau tendo atingido mais de 30 mil visitantes na sexta-feira e no sábado passados

Tendência de aumento do número de visitantes nos últimos dias

Macau recebeu mais de 33 mil e 32 mil visitantes, respectivamente, na sexta-feira e no sábado passados (16 e 17 de Julho), voltando novamente à média diária de 30 mil visitantes desde 28 de Maio.

Nos últimos dias, a situação epidémica voltou a estabilizar na Província de Cantão (Guangdong), pelo que, para as pessoas que viajam entre Guangdong e Macau, o prazo de validade do certificado do resultado negativo à COVID-19 que tinham de ser feitos 48 horas antes da passagem na fronteira, voltou novamente aos anteriores sete dias. Através dos dados obtidos, verifica-se que o número de visitantes tem vindo a aumentar.

Com os esforços de todas as partes de Macau, a recuperação da indústria turística alcançou resultados faseados. Nos primeiros cinco meses do ano, o número de visitantes de Macau apresentou uma tendência de subida e a taxa de ocupação dos estabelecimentos hoteleiros também se verificou um aumento. No período entre 1 e 15 de Julho, a taxa de ocupação hoteleira atingiu os 52,1%, mais 8,4% do que em Junho (43,7%).

Por outro lado, no final de Abril, foram lançadas as excursões locais “Passeios, gastronomia e estadia para residentes de Macau”, para as quais já contaram com perto de 30 mil inscritos, e o número de hóspedes para as experiências em hotéis contou com cerca de 38 mil. O número de residentes locais que participam nas excursões durante as férias de Verão continua a subir, que permite apoiar ainda mais a recuperação da indústria turística e da economia comunitária.

Actualmente, a maioria dos visitantes do Interior da China que entram em Macau não estão sujeitos a quarentena. Desde a retoma da emissão de documentos de viagem turísticos para os residentes do Interior da China viajarem para Macau, a Direcção dos Serviços de Turismo (DST) tem aproveitado a oportunidade para levar a cabo acções promocionais online e offline direccionadas ao mercado do Interior da China, enfatizando a divulgação da mensagem de que “Macau é um destino saudável e seguro para visitar”, bem como através de uma série de Semanas de Macau, a DST promoveu activamente o “turismo +”, tendo obtido o forte apoio do Ministério da Cultura e Turismo da China para a realização e divulgação de actividades relacionadas com o turismo de Macau. O Governo da RAEM continuará a envidar todos os esforços para impulsionar a subida gradual do número de visitantes de Macau, para que o sector do turismo recupere gradualmente.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar