Vacinação pode reduzir risco de doença grave mas ainda é necessário proceder bem a medidas de prevenção epidémica para evitar propagação do vírus


O Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus indica que, embora a vacinação contra o novo tipo de coronavírus possa diminuir o risco de doença grave e morte, não elimina completamente a possibilidade de infecção e de transmissão, por isso, ainda é necessário manter medidas de prevenção epidémica, tais como o uso de máscara,o distanciamento social, entre outras.

A taxa de inoculação da vacina contra a COVDI-19 está a subir, de forma estável. Às 16h00 do dia 2 de Outubro, encontrava-se nos 54,2 por cento, tendo sido administradas 680.916 doses no total, representando 370.002 pessoas vacinadas. Entre estas, 56.983 tinham recebido a primeira dose e 313.019 já tinham completado as duas doses.

De acordo com o Centro de Coordenação, a vacina contra o novo tipo de coronavírus só produz efeito passadas até duas semanas da segunda toma e a eficácia não é de cem por cento. Algumas pessoas manifestaram a doença após a vacinação, porque as vacinas foram ineficazes. No entanto, de salientar que, na fase inicial do uso da vacina, também se verificou que muitas pessoas foram infectadas antes de terem conseguido receber a segunda dose ou mesmo antes da administração da primeira dose. Contudo, caso alguém seja exposto ao vírus depois de duas semanas da vacinação completa, mesmo que fique doente, a sua condição será ligeira.

O Centro de Coordenação de Contingência sublinha que a vacina contra o novo tipo de coronavírus não tem uma eficácia de cem por cento, tal como acontece com qualquer outra vacina. De qualquer forma, a vacinação pode reduzir a ocorrência de doença grave e de morte, embora não suprima totalmente o risco de infecção e de propagação. A pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus é um tipo de doença infecciosa transmitida principalmente através de gotículas respiratórias e de contacto. Para prevenir esta doença, o Centro lembra e apela, mais uma vez, a todos os indivíduos que vivem no território para estarem atentos às informações sobre a epidemia divulgadas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e para colaborarem com as diversas medidas de prevenção das autoridades. Simultaneamente, devem prestar atenção à higiene pessoal, doméstica, ambiental e alimentar, bem como procederem ao uso adequado de máscaras, manterem o distanciamento social, entre outras medidas preventivas.

Em Macau, existem actualmente 18 postos de vacinação contra o novo tipo de coronavírus. Todas as pessoas com idade igual ou superior a 12 anos que ainda não tenham a vacinação completa podem aceder à página electrónica https://eservice.ssm.gov.mo/covidvacbook para procederem ao agendamento. Actualmente os postos de vacinação também disponibilizam serviços de vacinação no local e sem limite de vagas a toda a população, no sentido de aumentar a facilidade. Nos postos, também existem duas filas de espera, uma para vacinação com agendamento e outra para vacinação de atendimento livre. A prioridade será dada às pessoas com agendamento, e os indivíduos sem marcação prévia poderão ter de aguardar um pouco na fila para serem inoculados, sem que haja limite de vagas.

Para conhecer os locais e horários de funcionamento dos 18 postos de vacinação de Macau, consulte a página electrónica específica sobre vacinas contra a COVID-19:

https://www.ssm.gov.mo/apps1/covid19vaccine/pt.aspx#clg18772.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar