Primeira palestra literária do Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa no âmbito da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” realizada com sucesso

Primeira palestra literária do Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa no âmbito da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” realizada com sucesso

Coorganizada pelo Instituto Cultural (IC) e pelo Instituto de Investigação Social e Cultural da Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau (MUST), a “Série de Palestras Culturais no âmbito de Uma Faixa, Uma Rota – Samba e Dança” teve lugar no passado dia 14 de Novembro, na Sala de Conferências do Centro Cultural de Macau. Depois da Presidente do Instituto Cultural, Mok Ian Ian, e do Vice-Reitor da Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau, Lin Zhijun terem proferido os seus discursos de boas vindas, foi dado início à primeira palestra intitulada “Literatura Feminista nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa”, na qual a docente da Faculdade de Estudos Hispânicos e Portugueses da Universidade de Estudos Estrangeiros de Pequim, Jin Xinyi, abordou temas ligados à literatura feminina africana. As palestras são uma das actividades integradas no 3.º Encontro em Macau - Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

Jin Xinyi referiu que devido a razões históricas, políticas e culturais, os países africanos de língua portuguesa ainda se encontram numa fase jovem do seu desenvolvimento literário. A palestrante destacou nove escritoras africanas, de poesia e literatura narrativa. O tema não só reflecte as características da evolução literária de vários países em África, registando detalhadamente as condições de vida da comunidade feminina na sociedade contemporânea africana, as mudanças psicológicas e as experiências emocionais, mas também se debruça sobre o amor, a vida, a morte, a violência e a solidão.

A segunda palestra, subordinada ao tema Literatura Brasileira e a Imagem do Brasil na Literatura Mundial, terá lugar no dia 27 de Novembro e será conduzida pelo professor auxiliar do Departamento de Português da Faculdade de Letras da Universidade de Macau, Zhang Jianbo. A literatura brasileira desempenha um papel significativo na paisagem literária da América Latina, e mesmo do mundo, prova disso os muitos prémios literários reconhecidos internacionalmente como, por exemplo, o prémio Jabuti e o Prémio Oceanos. Através desta palestra, o orador apresenta ao público as obras que foram galardoadas, nos últimos anos, com os grandes prémios literários, transmitindo assim uma visão geral da paisagem literária contemporânea brasileira e as suas mudanças imperceptíveis.

As duas palestras são conduzidas em mandarim, com tradução simultânea para português. Os interessados podem inscrever-se online, a partir de hoje, através do “Sistema de Inscrição em Actividades” do Instituto Cultural (www.icm.gov.mo/eform/event). As vagas para as palestras são limitadas, caso se verifiquem inscrições superiores ao definido, será efectuado um sorteio. Os candidatos admitidos serão notificados por SMS ou correio electrónico.

Para mais informações sobre o 3.º Encontro em Macau - Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa é favor visitar a página electrónica (www.icm.gov.mo/FCP), seguir a página “IC_Art” no Facebook ou assinar a conta oficial do Instituto Cultural “IC_Art_Macao” no WeChat.

O IC tem seguido rigorosamente as orientações de prevenção epidémica dos Serviços de Saúde e tomando todas as providências adequadas para as actividades culturais. Os participantes devem usar máscara de protecção, sujeitar-se à medição de temperatura corporal, apresentar o Código de Saúde válido do dia e cooperar com as medidas preventivas no local.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar