O Secretariado Permanente do Fórum de Macau visitou Pequim

Encontro com o Encarregado de Negócios da Embaixada de Angola na China

Uma Delegação do Secretariado Permanente do Fórum de Macau chefiada pela sua Secretária-Geral, Dra. Xu Yingzhen, deslocou-se a Pequim nos dias 24 a 27 de Fevereiro. A Delegação visitou, as representações diplomáticas de Angola, Brasil, de Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. A delegação também reuniu com os representantes do Departamento dos Assuntos de Taiwan, Hong Kong e Macau do Ministério do Comércio da China, trocando impressões sobre os trabalho realizados em 2018, sobre o programa de actividades para 2019 assim como os trabalhos preparatórios da 6.ª Conferência Ministerial do Fórum de Macau.

Durante a visita, a Secretária-Geral aproveito a ocasião para agradecer, em nome do Secretariado Permanente, os Embaixadores dos Países de Língua Portuguesa em Pequim, o Ministério do Comércio da China e outras entidades, pelo apoio dado, ao longo dos anos, aos trabalhos do Secretariado Permanente apresentando os principais trabalhos desenvolvidos no ano passado e o programa de actividades de 2019. A Secretária-Geral fez, neste enquadramento, uma retrospectiva das actividades comemorativas do 15.º aniversário do estabelecimento do Fórum de Macau e traçou uma panorama sobre a promoção de implementação das medidas da 5.ª Conferência Ministerial, bem como os trabalhos de preparação da 6.ª Conferência Ministerial do Fórum de Macau. A Secretária-Geral sublinhou que, em 2018, o Secretariado Permanente e os membros participantes do Fórum de Macau trabalharam em conjunto, evidenciando resultados frutíferos obtidos em várias áreas fomentados por um estreito espírito de cooperação no seio do Fórum de Macau. No ano transacto, o Secretariado Permanente promoveu de forma efectiva a cooperação pragmática entre a China e os Países de Língua Portuguesa em diversas áreas, no enquadramento dos objectivos definidos no “Plano de Acção para a Cooperação Económica e Comercial” e no “Memorando de Entendimento sobre a Promoção da Cooperação da Capacidade Produtiva”, ambos instrumentos assinados na 5.ª Conferência Ministerial do Fórum de Macau. O Secretariado Permanente foi alargando o seu "Círculo de Amigos", através do intercâmbio com mais províncias e municípios do Interior da China, procurando ajudar mais empresas a ter um melhor conhecimento sobre os Países de Língua Portuguesa. O Secretariado Permanente, pela primeira vez, realizou deslocações a todos os Países de Língua Portuguesa, encorajando cada vez mais empresas e sectores da sociedade civil a conhecer o Fórum de Macau e o papel de Macau enquanto Plataforma, para que ambas as partes, a China e os Países de Língua Portuguesa, alarguem de forma contínua horizontes e canais de cooperação. O Fórum de Macau continua a fomentar a cooperação na formação de recursos humanos e promover o intercâmbio cultural entre as partes. Concomitantemente, iniciaram-se os trabalhos da avaliação externa encomendada por ocasião da comemoração do 15.º aniversário do estabelecimento do Fórum de Macau, com o objectivo de compilar experiências e traçar uma trajectória para o futuro. O Secretariado promoveu com empenho a construção de Macau enquanto Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, tendo organizado e participado em diversas actividades de cariz cultural ou de índole económico e comercial, concretizou integralmente o Programa de Actividade de 2018. Doravante, o Secretariado Permanente do Fórum de Macau compromete-se em continuar a desempenhar o papel de ponte de ligação, tendo no seu horizonte como prioridades a promoção do investimento e do comércio, o fomento da cooperação na capacidade produtiva, o desenvolvimento das actividades de formação de recursos humanos, a realização de intercâmbio cultural entre a China e os Países de Língua Portuguesa assim como continuar a apoiar na construção da Plataforma de Macau. Segundo, irá promover plenamente a implementação das diversas medidas da 5.ª Conferência Ministerial e preparar empenhadamente a 6.ª Conferência Ministerial. Terceiro, irá aproveitar as oportunidades emergentes de desenvolvimento promovidas na nova era e da estratégia de integração de Macau no desenvolvimento nacional, procurando igualmente promover o intercâmbio cultural de nível internacional tirando partido da localização de Macau como parte integrante da Área da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e alavanca da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, a fim de fomentar activamente a profunda integração da cooperação económica e comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa. Quarto, apoia o Governo da RAEM na construção da Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

Os Embaixadores dos Países de Língua Portuguesa em Pequim e o Departamento dos Assuntos de Taiwan, Hong Kong e Macau do Ministério do Comércio da China manifestaram o seu elevado apreço pelos resultados obtidos nos 15 anos de existência do Fórum de Macau na cooperação económica e comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa e valorizaram o papel do Fórum de Macau como Plataforma, expressaram a vontade de apoiar a construção em Macau da Plataforma, bem como continuar a apadrinhar os trabalhos do Secretariado Permanente, especialmente na preparação da 6.ª Conferência Ministerial do Fórum de Macau continuando a promover a prosperidade e o desenvolvimento comum da China e dos Países de Língua Portuguesa.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar