Governo da RAEM coordena e impulsiona activamente a construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau

Chefe do Executivo faz o balanço à comunicação social, após a participação na segunda reunião plenária do Grupo de Líderes para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau

O Chefe do Executivo, Chui Sai On, disse hoje (1 de Março), em Pequim, que irá instruir os serviços competentes para articularem com os serviços homólogos do Governo Central e da província de Guangdong, a fim de acompanhar, de forma melhor, as politicas e as medidas mais importantes da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e os respectivos trabalhos de promoção, bem como, compreender melhor as ligações entre as diversas politicas.

Após a participação na segunda reunião plenária do Grupo de Líderes para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, o Chefe do Executivo fez o balanço à comunicação social, referindo que após a divulgação das «Linhas Gerais do Planeamento para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau», doravante Linhas Gerais, tendo em conta que a sociedade tem prestado muita atenção à construção da Grande Baia e a Macau como uma importante parte desta iniciativa, irá ser realizada, em meados ou finais de Março, uma série de sessões de esclarecimento. Além disso o governo da RAEM irá proceder a uma formação interna e divulgar uma série de textos de compreensão sobre esta matéria.

O mesmo responsável indicou que, na reunião plenária do Grupo de Líderes para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, foram discutidos vários assuntos, nomeadamente, a implementação concreta das Linhas Gerais, o balanço sobre o trabalho realizado o ano passado, a apreciação e debate dos pontos mais importantes das actividades de 2019, assim como, a análise das oito importantes politicas no âmbito do impulso da construção da Grande Baia.

As oito importantes políticas são as seguintes:

  1. Avançar com normas e formas práticas de identificação dos 183 dias de permanência dos residentes;
  2. Lançar políticas de prestação, destinadas aos quadros qualificados do exterior da China, de subsídio complementar na diferença do imposto de rendimento pessoal;
  3. Apoiar as instituições do sector público da Grande Baia no recrutamento público junto dos residentes de Hong Kong e Macau;
  4. Incentivar jovens de Hong Kong e Macau na inovação e empreendorismo junto das nove cidades da Grande Baía da China interior;
  5. Elaborar opiniões sobre a implementação das instituições do ensino superior e da ciência e tecnologia de Hong Kong e Macau a participarem no projecto de ciência e tecnologia da província de Guangdong;
  6. Activar plenamente a reforma da facilitação de migração entre a Grande Baía;
  7. Facilitar a passagem de veículos transfronteiriços entre Guangdong, Hong Kong e Macau;
  8. Alargar a área de implementação do projecto de interligação de passagem alfandegaria com mais rapidez.

O chefe do executivo acrescentou que posteriormente irá ter outros encontros com os dirigentes da província de Guangdong e disse acreditar que será discutida a cooperação entre Guangdong e Macau como também entre as nove cidades da Grande Baia.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar