DSE organizou para empresas dos jovens empreendedores roadshow no Brasil, promovendo-as a terem intercâmbio e interacção e explorarem espaços de cooperação

11 equipas de jovens empreendedores de Macau efectuaram roadshow no Brasil

No intuito de prosseguir com a construção do “Centro de Intercâmbio de Inovação e Empreendedorismo para Jovens da China e dos Países de Língua Portuguesa”, a Direcção dos Serviços de Economia (DSE), em conjunto com o Centro de Incubação de Negócios para os Jovens de Macau (CINJM), organizou a “Delegação de Intercâmbio de Inovação e Empreendedorismo Juvenil no Brasil”, em que foi convidado um total de 11 equipas de startups, provenientes do Centro de Inovação e Empreendedorismo da Universidade de Macau (UM) e do CINJM para participar, a fim de proceder ao intercâmbio e roadshow com incubadoras de jovens empreendedores do Brasil, e procurar, desta forma, espaços de cooperação.

11 equipas de jovens empreendedores de Macau efectuaram roadshow no Brasil

A delegação de intercâmbio visitou, sucessivamente, o centro de incubação, Startup Rio, e a instituição aceleradora para incubação das empresas, Fábrica de Startups, no Rio de Janeiro, bem como o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia da Universidade de São Paulo, e o espaço de trabalho compartilhado, Cubo Itaú, em São Paulo. Durante as visitas, os membros da delegação tiveram um intercâmbio e interacção com os responsáveis das respectivas instituições e representantes das empresas nelas instaladas, tendo discutindo, em conjunto, o futuro rumo de desenvolvimento da cooperação.

O professor da UM, Wong Fai, apresentou, no roadshow, a “Plataforma de tradução inteligente multilingue de Macau”, que é uma plataforma ecológica de tradução multilingue, estabelecida pela utilização das tecnologias de vanguarda como inteligência artificial, grande volume de dados e processamento de linguagem natural. O professor Wong também deu a conhecer aos empresários brasileiros a função da tradução inteligente da plataforma, destacando que esta plataforma pode criar, de acordo com as necessidades das empresas, o seu próprio sistema da tradução chinês-português-inglês. Por isso, os empresários brasileiros interessaram-se muito e consideraram que pode, através da plataforma, ser reforçado, de forma mais eficaz, o intercâmbio comercial entre a China e os países de língua portuguesa.

O representante do Centro de Inovação e Empreendedorismo da Universidade de Macau apresentou a “Plataforma de tradução inteligente multilingue”

Além disso, a jovem empresária do CINJM, Wong Man Teng, apresentou o seu programa de aprendizagem online de línguas, que se foca actualmente na prestação individual de aprendizagem online da língua inglesa, e em articulação com o posicionamento de Macau para criar a “Base de Formação de Quadros Qualificados Bilingues em Chinês e Português”, estando a planear a realização do curso de aprendizagem da língua portuguesa, na expectativa de procurar oportunidades de cooperação no Brasil, de modo a promover a plataforma de aprendizagem online das línguas chinesa e portuguesa para o Brasil.

Através desta actividade de intercâmbio, mostrou-se que os projectos das empresas startups de Macau têm certas potencialidades no mercado brasileiro, e que existe um espaço amplo de cooperação entre as empresas de Macau e do Brasil. A DSE irá estudar a possibilidade da extensão doâmbito do“Programa de Intercâmbio de Inovação e Empreendedorismo para Jovens da China e dos Países de Língua Portuguesa”ao Brasil, e reforçar os laços com as instituições dos jovens empreendedores do Brasil, no sentido de dar impulso às empresas dos jovens empreendedores de Macau na exploração de oportunidades de negócios.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar