Campanha de sensibilização sobre a prevenção da Febre de Dengue e do vírus Zika

Campanha de sensibilização sobre a prevenção da Febre Dengue e do vírus Zika do ano de 2019

O Grupo de Trabalho de Prevenção Contra a Febre de Dengue realizou, hoje (dia 4 de Maio), no Jardim Flower City, na Taipa, uma campanha de sensibilização sobre a prevenção contra a Febre de Dengue e o vírus Zika para o ano de 2019. Sob o lema de “Vamos juntos retirar a água estagnada para eliminação da Dengue e do vírus Zika!”, a actividade de sensibilização contemplou uma cerimónia de inauguração, uma exposição de fotografias, bancas de jogos e espectáculos, com o intuito de consciencializar a população para a prevenção destas doenças e para a proliferação de mosquitos.

Com o início da época do Verão, Macau regista temperaturas elevadas e maior nível de precipitação, condições climáticas favoráveis para a proliferação dos mosquitos Aedes albopictus, o que aumenta o risco de surgirem casos de Febre de Dengue e de vírus Zika no território. Além disso, no ano passado, aumentaram os casos de propagação de Febre de Dengue nos territórios vizinhos. E, este ano, tanto nesses locais como por todo o Sudeste Asiático tem-se verificado ainda mais casos confirmados do que nos períodos homólogos anteriores. O índice de ovipositores da Direcção dos Serviços de Saúde para o ano de 2019 indica que o Aedes albopictus entrou no seu período activo, pelo que não se deve ignorar o risco de surgimento de casos de Febre de Dengue

A Febre de Dengue é endémica no Sudeste Asiático, portanto, há o risco de contágio por parte dos cidadãos que viajam para essa região e aqueles que sejam infectados por diferentes vírus da Febre de Dengue poderão ainda apresentar febre hemorrágica, que em situações mais graves pode ser mortal. O Aedes albopictus pode transmitir também o vírus Zika, embora se tenha verificado recentemente uma descida de casos de Zika a nível mundial. No entanto, alerta-se os residentes para o facto de este vírus em mulheres grávidas poder levar ao nascimento de bebés com microcefalia, condição que prejudica o crescimento do cérebro.

É de realçar ainda que, desde do mês de Março, o Instituto para os Assuntos Municipais avançou com o programa de eliminação de mosquitos em mais de 183 locais, incluindo jardins, parques, cemitérios, mercados e zonas de vendilhões. Ao mesmo tempo, intensificou os trabalhos mensais de eliminação de mosquitos de acordo com a variação de temperaturas e da sua proliferação, no sentido de reduzir o risco de surgimento de casos de Febre de Dengue e de vírus Zika no território. Entretanto, o Grupo de Trabalho de Prevenção Contra a Febre de Dengue realiza, em Maio e Julho, um questionário, através do Wechat, de forma a consolidar os conhecimentos da população sobre as medidas de prevenção. Os participantes têm oportunidade de ganhar prémios.

O grupo de trabalho reitera que a remoção da água estagnada é a medida de prevenção mais importante no combate à dengue e deve ser praticada no dia-a-dia, sendo a participação de toda a sociedade indispensável ao sucesso da prevenção e controlo da febre de dengue e do Zika. Este grupo de trabalho continuará a tomar medidas adequadas de promoção e prevenção, acompanhando com atenção a situação real destas duas doenças em Macau, divulgando antecipadamente as informações mais actualizadas.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar