Estatísticas relativas aos empréstimos hipotecários – Julho 2020


De acordo com as estatísticas publicadas hoje pela AMCM, em Julho de 2020, os novos empréstimos hipotecários para habitação (EHHs) registaram crescimento em relação ao mês anterior e os novos empréstimos comerciais para actividades imobiliárias (ECAIs) aprovados registaram decrescimento. Foi registada diminuição no saldo bruto dos EHHs e nos ECAIs.

Novos empréstimos aprovados

Em Julho de 2020, os novos EHHs aprovados pelos bancos de Macau cresceram 79,8% em relação ao mês transacto, até ao valor de MOP8,33 mil milhões. Dos quais, os novos EHHs aos residentes locais que representaram 71,9% do total, aumentaram 88,5% e atingiram MOP5,99 mil milhões; o componente não-residente cresceu 60,7% para MOP2,34 mil milhões. De Maio a Julho de 2020, o número médio mensal dos novos EHHs atingiu MOP5,2 mil milhões, correspondendo a um aumento de 67,4% em comparação com o período anterior (Abril a Junho de 2020).

Os novos EHHs cuja garantia é dada por edifícios em construção (empréstimos hipotecários para alienação de fracções autónomas em edifícios em construção) cresceram 224,1% para MOP886,0 milhões, em relação ao mês anterior. Em comparação com o período homólogo de 2019, estes novos EHHs cresceram 189,0%.

Os novos ECAIs aprovados decresceram 28,6% relativamente ao mês anterior e atingiram MOP1,73 mil milhões. Destes, 81,9% foram concedidos aos residentes locais e decresceram 40,3% para MOP1,41 mil milhões; o componente não-residente cresceu para MOP313,1 milhões. De Maio a Julho de 2020, o número médio mensal dos novos ECAIs aprovados atingiu MOP2,0 mil milhões, correspondendo a uma descida de 10,0%, em comparação com o período anterior (Abril a Junho de 2020).

Balanço relativo aos empréstimos

Até finais de Julho de 2020, o saldo bruto dos EHHs atingiu o nível de MOP232,1 mil milhões, correspondendo a um descida ligeira de 0,1% em relação ao mês anterior, mas cresceu 2,9% relativamente ao período homólogo do ano transacto. Destes empréstimos, 94,4% foram concedidos aos residentes. Em relação ao mês anterior, os saldos brutos do EHHs aos residentes cresceram 0,4%, mas aos não-residentes decresceram 6,9%.Atendendo a que se verificou, neste período, o reembolso de vários empréstimos de elevado montante, o saldo bruto dos ECAIs diminuiu 1,1% em relação ao mês de Junho de 2020 e 3,3% em relação ao período homólogo do ano transacto, tendo atingido MOP177,6 mil milhões. Destes empréstimos, 93,4% foram concedidos aos residentes. Relativamente ao mês anterior, o saldo bruto dos ECAIs destinados aos residentes decresceu 1,2% mas aos não-residentes cresceu 1,4%.

Rácio das dívidas não pagas

No final de Julho de 2020, o rácio das dívidas não pagas aos EHHs manteve-se inalterado no nível de 0,26%, quando comparado com o mês anterior mas cresceu 0,04 ponto percentual (pp) em relação ao período homólogo do ano transacto. O rácio das dívidas não pagas aos ECAIs mantém-se inalterado no nível de 0,44%, quando comparado com o mês anterior, correspondendo a um aumento na ordem dos 0,15 pp relativamente ao período homólogo do ano transacto.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar