Governo da RAEM e Fórum Boao para a Ásia juntos numa nova fase


O Chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), Ho Iat Seng, esteve presente, hoje (10 de Novembro), no jantar de recepção da Conferência do Fórum Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação do Fórum Boao para a Ásia, co-organizada pelo Fórum Boao para a Ásia e o Governo da RAEM. Ao discursar na ocasião, afirmou que a estreita cooperação entre as duas partes, a par da combinação das vantagens e a abertura das portas para a partilha de recursos e cooperação mutuamente benéfica, cria uma sinergia com efeitos superiores à soma das partes numa nova etapa. Assim, esta Conferência do Fórum desempenha um papel relevante na promoção da cooperação internacional na inovação tecnológica e nos novos progressos na construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau.

O mesmo responsável referiu que a cerimónia inaugural da Conferência do Fórum Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação do Fórum Boao para a Ásia realizou-se com sucesso, esta manhã, agradecendo a carta de felicitações enviada pelo Presidente Xi Jinping, assim como o discurso por videoconferência proferido pelo vice-primeiro-ministro, Han Zheng, que considerou demonstrarem a grande importância que os líderes nacionais atribuem ao presente evento, integrado no Fórum Boao para a Ásia, bem como a grande atenção que dão à construção e desenvolvimento da RAEM. Transmitem ainda, em grande medida, o apoio do Governo Central e as suas enormes esperanças para a construção de um centro de inovação tecnológica internacional na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau.

Por outro lado, o Chefe do Executivo indicou que, enquanto mecanismo de diálogo económico de alto nível e plataforma de diálogo internacional, o Fórum Boao para a Ásia é reconhecido tanto no plano nacional como internacional, contando com uma ampla rede de contactos e crescente influência no contexto global. E sublinhou que Macau, no seu posicionamento de Centro Mundial de Turismo e Lazer, Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa e base de intercâmbio e cooperação, que tendo a cultura chinesa como predominante, promove a coexistência de diversas culturas, possui claras e únicas vantagens geográficas para desempenhar um papel de plataforma.

O responsável afirmou ter plena confiança no futuro desenvolvimento da RAEM e da Pátria, revelando que o Governo da RAEM continuará a trabalhar em conjunto com todos os sectores da sociedade, para enfrentar as dificuldades. E esta conferência será aproveitada para, tendo a inovação como um importante motor, se promover a diversificação adequada da economia e o desenvolvimento sustentável de Macau, envidando-se ainda todos os esforços para enriquecer e desenvolver a conotação da prática de "Um País, Dois Sistemas".

Ao mesmo tempo, Macau irá envolver-se, de forma abrangente, no 14.º Plano Quinquenal nacional e no maior quadro de desenvolvimento nacional, dedicando-se activamente à construção dos projectos de «Uma Faixa, Uma Rota» e da Grande Baía Guangdong-Hong-Kong-Macau, que permitirá a sua integração profunda na conjuntura geral do desenvolvimento nacional. A par disso, no sentido de apoiar o país a acelerar a formação da nova conjuntura de desenvolvimento do "duplo ciclo", Macau irá desempenhar o seu papel único e dar o seu devido contributo.

O vice-presidente do Fórum Boao para a Ásia, Zhou Xiaochuan, discursou igualmente no jantar de recepção, apontando que a ciência e tecnologia são a escada do progresso da civilização humana, com a inovação a funcionar como a chave para abrir a porta do futuro. Ou seja, o papel da ciência, tecnologia e inovação no impulso ao desenvolvimento é cada mais evidente, sendo cada vez mais importante o reforço da cooperação e intercâmbio nas áreas da ciência, tecnologia e inovação.

Zhou Xiaochuan indicou ainda que a Conferência do Fórum Internacional de Ciência, Tecnologia e Inovação do Fórum Boao para a Ásia é uma plataforma global de diálogo e cooperação política, comercial e académica de alto nível nas áreas da inovação e tecnologia. Adicionou que os três pontos-chave desta Conferência são o “incentivo inovador”, a “vida inovadora” e a “cooperação inovadora”, designadamente analisar a criação e aumento de forças motoras para impulsionar a inovação, reforçar a aplicação de novas tecnologias na melhoria da vida da população, e aprofundar o intercâmbio e cooperação mundiais nesta área, no sentido de se enfrentarem os desafios com o resto do mundo, concretizando-se um desenvolvimento conjunto.

Zhou Xiaochuan afirmou ainda que Macau é um elo importante entre o Oriente e o Ocidente, desempenhando um papel activo no intercâmbio entre as culturas oriental e ocidental e igualmente no âmbito da ciência e tecnologia. E disse acreditar que a RAEM, como uma parte importante do desenvolvimento da ciência e da tecnologia na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, irá intensificar o seu papel na promoção do desenvolvimento da inovação e intercâmbio e cooperação internacional na área da inovação.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar