Votação concluída de forma suave e empenho em finalizar a contagem de votos

Eleições para a Assembleia Legislativa 2021: o presidente da CAEAL, Tong Hio Fong, fala à comunicação social sobre a situação geral do acto eleitoral, após o seu termo.

O presidente da Comissão de Assuntos Eleitorais da Assembleia Legislativa (CAEAL), Tong Hio Fong, anunciou, esta noite (12 de Setembro), à comunicação social que a votação para as eleições da VII Assembleia Legislativa terminou pelas 21h00, a qual decorreu de forma suave. Indicou que deram início aos trabalhos de contagem de votos e estão empenhados em finalizá-los, o mais rápido possível, e assim que forem recebidos os resultados preliminares estes serão divulgados.

Após o encerramento das assembleias de voto, a CAEAL fez um balanço da situação do dia das eleições. O presidente da CAEAL indicou que o sufrágio directo registou um total de 137.281 votos representando uma taxa de afluência de 42,38 por cento e o sufrágio indirecto registou sete mil votos de pessoas colectivas, ou seja, uma taxa de afluência de 87,33 por cento.

Tong Hio Fong referiu que para a CAEAL a taxa de afluência às urnas, este ano, foi influenciada por vários factores, nomeadamente o grande impacto das medidas de prevenção e controlo da pandemia, o que aumentou a dificuldade de regresso a Macau para alguns eleitores que se encontram no Interior da China, Hong Kong e Taiwan, como também, hoje, o tempo esteve muito quente, com chuva e trovoada durante a tarde, factor este que também influenciou a predisposição dos eleitores para irem votar.

O mesmo responsável disse ainda que face à pandemia, a CAEAL tomou várias medidas de prevenção para estas eleições, agradecendo a coordenação da sociedade e da população, nomeadamente a maioria dos eleitores gravou e guardou a imagem do código de saúde antes de chegar à assembleia de voto, usou sempre a máscara e evitou deslocar-se ao local de votação no pico da afluência. Aproveitou para agradecer, em nome da CAEAL, aos vários serviços e ao pessoal pela coordenação dos trabalhos eleitorais.

O presidente da CAEAL referiu que, para além de um número excessivo de pessoas na fila de espera no período inicial no Instituto Politécnico de Macau, a situação nas restantes assembleias de voto decorreu dentro da normalidade e de forma suave. Explicou que, desde as últimas eleições para a Assembleia Legislativa, são instaladas as assembleias de voto para o sufrágio directo e o sufrágio indirecto no Instituto Politécnico de Macau, prática considerada pela CAEAL como uma disposição adequada e que facilitou a votação dos eleitores no sufrágio directo e no sufrágio indirecto.

Face a um maior número de pessoas que acorreu às urnas durante a manhã, a CAEAL enviou mais pessoal para aliviar a situação e acelerar os procedimentos, e prometeu analisar as medidas de optimização para reduzir o tempo de espera dos eleitores.

Tong Hio Fong indicou que a Polícia acompanhou um total de 44 casos suspeitos de infracção, incluindo 11 de captação da imagem do boletim de voto, 26 de uso de telemóvel nas assembleias de voto, seis de propaganda ilegal e um de revelação da própria intenção de voto nas imediações da assembleia de voto dentro dos cem metros, e respectivo carregamento nainternet.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar