Concluiu-se com sucesso a Exposição das obras do Artista da Guiné-Bissau, ISMAEL HIPÓLITO DJATA

Jovens participantes no Workshop dos jogos tradicionais guineenses

Concluíram-se com sucesso, a Exposição “Destruição da Humanidade” do Artista guineense Ismael Hipólito Djata, e os três associados Workshops, no âmbito do ciclo de exposições “Policromias lusófonas”, decorrentes da 13.ª Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa, evento organizado pelo Secretariado Permanente do Fórum de Macau.

A exposição temática do artista guineense, Ismael Hipólito Djata, com cerca de 20 pinturas a óleo, apresentou uma perspectiva perspicaz incidente sobre a sociedade do país africano. Dotado pelo domínio excelente de técnicas e pela versatilidade estética, o pintor confere a vivacidade às figuras da tela de tecido, contornadas pela fluidez de linhas e pelo contraste cromático com os detalhes verosímeis, de modo a representar as realidades socioculturais da sua pátria.

Com vista a reforçar a interação com os visitantes, durante a Exposição, foram realizados paralelamente três Workshops que apresentam as particularidades culturais guineenses, coorganizados pela Associação dos Guineenses, Naturais e Amigos da Guiné-Bissau. Convidaram-se o artista Morto Câmara, Nelma, o Grupo Cultural Bombolum – Macau e os estudantes universitários guineenses em Macau para ensinarem as danças, jogos e canções tradicionais, como Dança dos Bijagós, Dança de Djambadon. As actividades atraíram a participação activa do público local, em particular, os jovens quem afirmaram que a exposição das obras que vieram do continente africano para Macau, é uma prova da importância atribuída à Plataforma de Macau pelos países membros do Fórum de Macau, através do qual se promovem o intercâmbio cultural e a amizade entre os povos sino-lusófonos.

Sejam todos bem-vindos a consultar e desfrutar a nossa página temática da Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa ( https://semanacultural.forumchinaplp.org.mo/ ).

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar