Diálogo entre o Director da DSAT e jovens sobre serviços de autocarros

Encontro entre o Director da DSAT e jovens participantes

A fim de aumentar o conhecimento e o entendimento de jovens sobre a política de trânsito de Macau, a Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego realizou um encontro sob o tema “Visão global dos serviços de autocarros”, com a participação de 30 representantes da Associação de Nova Juventude Chinesa de Macau e da Associação Geral de Estudantes Chong Wa de Macau. Durante o encontro, o director da DSAT trocou impressões com os jovens acerca da situação actual dos serviços de autocarros de Macau, das dificuldades que enfrentam, assim como do papel, do desenvolvimento e dos desafios dos mesmos serviços no futuro. Além disso, ouviu as opiniões e expectativas dos presentes.

A iniciativa teve lugar no dia 1 de Março (5.a-feira), à noite, na sala de reuniões do 5.o andar do Edifício da DSAT, com a presença do director dos Serviços, Lam Hin San, e do chefe da Divisão de Gestão de Transportes, Chang Cheong Hin. Ao falar sobre os serviços de autocarros, Lam Hin San citou vários dados de tráfego e partilhou com os jovens sua experiência de utilização dos meios de transporte público. Referiu que, com o aumento do volume de passageiros, a capacidade de transporte de autocarros tem vindo a incrementar gradualmente. Actualmente, o volume diário de passageiros é aproximadamente 580 mil pessoas, sendo 682 mil pessoas o maior volume de passageiros registado num só dia de Outubro de 2017. Os autocarros já se tornaram o principal meio de tranporte de Macau. Sublinhou que quando anda de autocarro, não deixa de ouvir as opiniões de cidadãos, de motoristas e de chefes de estação, procurando inteirar-se pessoalmente da situação real do funcionamento de autocarros e lançar medidas de optimização face aos problemas existentes. Ele teve oportunidade de assistir a uma cena em que um motorista de autocarro desrespeitou a obrigação de parar imposta pela luz vermelha. Tendo em conta a segurança, exigiu logo depois disso às três companhias de autocarros a verificação das situações similares e a aplicação de penalidades severas.

Durante o encontro, os representantes das duas associações de juventude não hesitaram em exprimir suas opiniões e sugestões. Os representantes da Associação de Nova Juventude Chinesa de Macau preocuparam-se com a falta de motoristas de autocarros e as dificuldades de atrair a adesão da juventude ao sector, assim como os fundamentos em que se baseia a actualização das tarifas de autocarros e a forma de aplicação do erário público que teria sido poupado. Por sua vez, os representantes da Associação Geral de Estudantes Chong Wa de Macau mencionaram a questão de benefícios de tarifas a aplicar aos estudantes do interior da China em Macau, propondo que o Governo os concretize com a maior brevidade possível, para além de pedir informações sobre a forma de actualização dos serviços de autocarros na altura da entrada em funcionamento do metro ligeiro.

Em resposta, Lam Hin San referiu que a DSAT incentiva e atrai a adesão da juventude ao sector, através da optimização do exame de condução e da aceleração do processo de marcação de datas para exames. A média de idade dos motoristas é de 53 anos, registando-se uma descida em comparação com a anterior. Sendo a actualização das tarifas de autocarros a aplicação do princípio “utilizador-pagador”, apela aos jovens que reflectem se Macau deve ou não transformar-se numa sociedade de bem-estar social. Quanto ao futuro papel dos serviços de autocarros, estes serão ajustados com a entrada em funcionamento do metro ligeiro. Segundo a estimativa preliminar, o metro ligeiro poderá compartilhar 30% do volume de passageiros de autocarros das novas zonas urbanas, enquanto que os bairros antigos continuam a depender dos autocarros.

Os jovens presentes consideraram positivo o encontro em que obtiveram um conhecimento mais abrangente dos serviços de autocarros e esperavam que a DSAT pudesse organizar mais actividades similares, incrementando o conhecimento da juventude sobre os assuntos de tráfego de Macau.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar