Uma perturbante história de culto no CCM Companhia polaca de vanguarda encena Psicose 4.48

Uma perturbante história de culto no CCM Companhia polaca de vanguarda encena Psicose 4.48

O Centro Cultural de Macau, sob a égide do Instituto Cultural, apresenta Psicose 4.48, um conto de sombras e desespero numa adaptação teatral contemporânea. Esta arrojada produção é levada à cena pela companhia polaca de vanguarda TR Warszawa em dois espectáculos agendados para o Pequeno Auditório do CCM, a 21 e 22 de Junho (Sexta e Sábado).

Descrito como uma combinação de profundo desânimo e humor britânico, este espectáculo para adultos conta a história de uma jovem mulher encurralada entre o pânico, a angústia e a humilhação. Escrita por Sarah Kane, a peça foi produzida postumamente pela primeira vez em 2000, no teatro Royal Court de Londres, 18 meses após a dramaturga se ter suicidado, tinha apenas 28 anos.

Psicose 4.48 projecta a imagem de uma mulher trágica, complexa, contraditória e controversa, assolada pelo desequilíbrio mental. O papel principal é representado pela actriz de teatro e cinema Magdalena Cielecka, cujo desempenho foi distinguido pelo prémio Herald Angel no Festival de Edimburgo 2008. O espectáculo causou sensação Em Nova Iorque, no Festival Scenes Etrangers de Lille, em França, e no Festival de Artes de Hong Kong, para além de diversas subidas à cena em cidades como Pequim e Xangai. Fundada em 1998 sob a direcção do encenador Grzegorz Jarzyna, a companhia TR Warszawa também tem recolhido o aplauso internacional nos EUA e na Europa, tendo passado inúmeras vezes pela Ásia.

O CCM apresenta Psicose 4.48 em dois espectáculos agendados para o Pequeno Auditório a 21 e 22 de Junho. Os bilhetes estarão disponíveis a partir de 10 de Maio (Sexta-feira), sujeitos a vários descontos nas bilheteiras do CCM e aos balcões da Rede Bilheteira de Macau. Para mais informações, visite o endereço www.ccm.gov.mo ou ligue (853) 2870 0699. Compras com cartão de crédito através do (853) 2840 0555.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar