Apresentação dos resultados de trabalhos de 6 anos na sessão de convívio com a comunicação social

Apresentação dos resultados de trabalhos de 6 anos na sessão de convívio com a comunicação social

O Fundo das Indústrias Culturais de Macau (FIC) realizou uma sessão de convívio com a comunicação social hoje (dia 6) para resumir os resultados de trabalhos desde a recepção da candidatura de projectos. O FIC recebe, desde 2014, candidaturas para apoio financeiro de projectos. Até Outubro do corrente ano, o FIC financiou um total de 256 projectos e concedeu apoio financeiro, no valor total de 502 milhões de patacas, dos quais, 286 milhões de patacas foram para subsídios a fundo perdido e 216 milhões de patacas foram para empréstimos sem juros, impulsionando um investimento total de 2,067 bilhões de patacas. O FIC concedeu o apoio financeiro, assente no princípio de que é um complemento aos investimentos das próprias empresas. A proporção de subsídios a fundo perdido pelo FIC e investimentos da empresa é de cerca de 1:6, no intuito de promover o investimento das empresas e apoiar o desenvolvimento das empresas das indústrias culturais através do apoio financeiro.

A sessão de convívio do FIC teve lugar no restaurante “Regal Palace”, às 15h30 de hoje, estando presente o Presidente do Conselho de Administração, Leong Heng Teng, e o membro do Conselho de Administração Dra. Davina Chu. O FIC resumiu os resultados dos trabalhos sobre a recepção da candidatura de projectos desde 2014. Até Outubro do corrente ano, o FIC recebeu um total de 926 candidaturas, após a avaliação e os procedimentos de aprovação, foram financiados 256 projectos, com o valor total concedido de 502 milhões de patacas, impulsionando um investimento total de 2,067 bilhões de patacas. Segundo os relatórios de fiscalização de 136 projectos recebidos, o investimento total dos projectos implementados foi de 650 milhões de patacas, criando 1.687 postos de emprego.

Os projectos financiados pelo FIC concentram-se no design criativo e mídia digital, incluindo design, moda / vestuário, filme e televisão, novas mídias, animação, software e jogos. Além de candidaturas regulares de projectos comerciais, o FIC lançou 11 programas específicos, destinados à necessidade do desenvolvimento de sectores, nomeadamente, crescimento das empresas, criatividade cultural nos bairros comunitários, turismo cultural, plataformas de serviços, exposições e espectáculos culturais, bem como promoção de marcas. Entre eles, a criatividade cultural nos bairros comunitários promove a cooperação entre as empresas da criatividade cultural e lojas específicas, usando a criatividade para ajudar as lojas específicas a desenvolver suas marcas, a fim de aumentar a atração aos consumidores e o fluxo de pessoas no bairro localizado, podendo assim, injectar a vitalidade no ambiente de negócios e impulsionar o desenvolvimento comercial da comunidade.

Em termos de empréstimos sem juros, o reembolso de 36,52 milhões de patacas foi recuperado 90% atempadamente, havendo adiamento na devolução de mais de 3 milhões de patacas, das quais, serão reembolsadas 430 mil patacas no final deste ano e 2,85 milhões de patacas no primeiro semestre do próximo ano.

Como a indústria cultural é uma indústria de desenvolvimento transsectorial que combina diferentes sectores, por isso, além de apoio em recursos, o FIC também impulsiona os sectores para expandir o mercado, promove o intercâmbio e cooperação de parceiros, organiza as actividades e os sectores para participarem nas exposições no exterior, ajuda as empresas a estabelecer o intercâmbio e colaboração com as de outros lugares, fornecendo ainda as oportunidades de contacto comercial.

Por meio do mecanismo de fiscalização, além de garantir o uso efectivo dos fundos públicos, o FIC também apreende a tendência de desenvolvimento dos sectores através de relatórios apresentados pelos sectores e intercâmbios com os mesmos, com o objectivo de aperfeiçoar ainda mais a política de apoio financeiro e ajudar os jovens a ter mais espaço de desenvolvimento no mercado de trabalho em geral.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar