Posto Fronteiriço Qingmao previsto entrar em funcionamento no segundo semestre do ano


O secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, indicou, hoje (3 de Fevereiro), que segundo a informação prestada pelos serviços da área das obras públicas, está previsto terminar as obras do Posto Fronteiriço Qingmao em Abril, e que, as autoridades de segurança procederão aos trabalhos de inspecção e ajustamento dos equipamentos, bem como, aos testes de pressão de passagem fronteiriça. O mesmo responsável disse ainda antecipar a entrada em funcionamento do posto fronteiriço no segundo semestre do corrente ano, depois de uma comunicação entre os governos de Macau e de Zhuhai e da autorização do Governo Central.

Após a presença na reunião da comissão permanente da Assembleia Legislativa, Wong Sio Chak, referiu à comunicação social que, concluídas as obras do Posto Fronteiriço Qingmao, as autoridades irão iniciar a instalação dos equipamentos necessários e em cooperarão com os serviços competentes de Zhuhai irão proceder à devida inspecção e respectivo ajustamento, incluindo os testes de pressão de passagem fronteiriça, os quais serão concluídos dentro de alguns meses. Quanto ao trabalho da área da execução da lei, no posto fronteiriço, o secretário disse que houve uma boa preparação, em conjunto com a devida disposição de recursos humanos e equipamentos técnicos e acrescentou que o Corpo de Polícia de Segurança Pública instalou um posto do comissariado perto do local.

Relativamente ao caso de um guarda prisional ter sido entregue ao Ministério Público por suspeita da prática de crime de abuso de poder, o secretário afirmou que, a Direcção dos Serviços Correccionais (DSC) transferiu a pessoa em causa da função de guarda prisional para outro posto de trabalho, o qual não permite acções de execução da lei, além disso, a DSC instaurou um processo disciplinar de investigação.

Wong Sio Chak revelou que as autoridades ponderam, de acordo com a lei e a situação, a necessidade de implementar a medida de suspensão preventiva. O mesmo responsável reiterou total intolerância perante quaisquer práticas ilícitas ou de violação da lei, comprometendo-se a um tratamento rigoroso nestes tipos de actos.

Face à chegada, em breve, das primeiras vacinas contra a COVID-19, o secretário disse também que os Serviços de Polícia Unitários, Serviços de Alfândega, Corpo de Polícia de Segurança Pública e Corpo de Bombeiros também são membros do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, pelo que irão efectuar os trabalhos de segurança para garantir a chegada das vacinas, sob a coordenação e o plano traçado pelo Centro.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar