Mais de mil sessões de bolsas de contacto promovidos na CIIE ajudaram empresas de Macau a atingirem mercados mais longes

O IPIM reservou dentro de um pavilhão um espaço de degustação para os expositores a promoverem os seus produtos

Após 6 dias consecutivos, a Exposição Internacional de Importações da China (CIIE, na sigla inglesa) encerrou no dia 10 de Novembro. Os 46 empresários locais, liderados pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) obtiveram bons resultados. Foram instalados pelo IPIM dois pavilhões de exposição, onde foram realizadas mais de 1.000 sessões de bolsas de contacto com participação dos sectores alimentar, comercial, hoteleiro, restauração, comércio electrónico, entre outros. Simultaneamente, foram assinados 12 acordos preliminares de intenção de cooperação.

A participação na CIIE permite aos quadros qualificados na tradução uma expansão para o exterior

Os expositores de serviços de tradução que participaram pela primeira vez na CIIE afirmaram que, durante o evento, se envolveram em negociações com 3 a 4 empresas, tendo discutido com as principais empresas do Interior da China a prestação de serviços de tradução, para a expansão dos seus negócios para a Europa. Ao mesmo tempo, apontaram que graças à CIIE puderam comunicar com representantes de diferentes sectores do mundo inteiro, alargando os seus horizontes.

Boa recepção de novos produtos levados ao palco da CIIE

Os expositores de torrefacção de café, presentes na CIIE pelo terceiro ano consecutivo, afirmaram ter trazido novos produtos de drip coffee, que foram bem recebidos em geral. Durante o evento, negociaram com 3 a 4 empresas de Xangai e de Anhui de sectores envolvendo supermercados, plataformas de comércio electrónico, entre outros, com resultados que foram ao encontro das expectativas. Ao mesmo tempo, também colheram benefícios das actividades de degustação realizadas no recinto, as quais atraíram muitas pessoas.

Obtenção de resultados inesperados mediante a participação nas sessões de bolsas de contactos da CIIE

Os expositores do sector alimentar de países de língua portuguesa que participaram pelo quarto ano consecutivo na CIIE afirmaram que além de promoverem produtos que representam, também estão envolvidos no sector de convenções e exposições, e há uma certa procura de recursos humanos para a expansão de negócios. Através do IPIM, puderam participar em actividades de apoio às sessões de bolsas de contactos do evento, chegando a acordos de cooperação preliminares em ambas as áreas.

Apoio aos produtos dos países de língua portuguesa a conquistarem maior alcance no Interior da China

Os expositores, vindos à CIIE pelo quarto ano consecutivo e registados no Portal para a Cooperação nas Áreas Económica, Comercial e de Recursos Humanos entre a China e os Países de Língua Portuguesa, afirmaram estar muito surpreendidos com o número de visitantes profissionais no evento deste ano, assim como a sua disponibilidade para as cooperações, tendo estabelecido contactos preliminares com mais de 30 empresas do nordeste da China, Henan e outras províncias. A edição deste ano é aquela que obteve os melhores resultados. Ao mesmo tempo, elogiaram a preparação da sessão especial de degustação durante este evento, que permitiu a participantes e empresas uma melhor comunicação e apresentações mais específicas dos produtos, assim como a colocação de códigos QR em frente aos produtos, que facilitaram a obtenção de mais detalhes sobre os mesmos.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar